Manchester City lamenta agressão a guarda-redes do Aston Villa durante festejos

Os citizens sagraram-se campeões ingleses este domingo.

O Manchester City lamentou este domingo as agressões ao guarda-redes sueco Robin Olsen, do Aston Villa, durante a invasão de campo por adeptos após a conquista do título inglês de futebol, selado com uma vitória caseira por 3-2.

Em comunicado, os citizens pedem desculpa pelo que descrevem como agressão, depois de as imagens televisivas mostrarem o internacional sueco a ser confrontado e acossado por adeptos da equipa da casa quando tentava sair do recinto.

"O clube gostaria de sinceramente lamentar e pedir desculpa a Robin Olsen, agredido após o apito final", pode ler-se na nota.

Milhares de adeptos saltaram para o relvado do Etihad quando foi confirmada a conquista do oitavo título da Premier League, o segundo consecutivo, pela equipa dos portugueses Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva.

Na sexta-feira, a Federação inglesa (FA) mostrou-se "muito preocupada" com uma série de invasões de campo que têm acontecido no final da temporada nos vários escalões do futebol inglês.

Nesse dia, o treinador do Crystal Palace, Patrick Vieira, envolveu-se numa altercação com um adepto em casa do Everton, e um adepto do Nottingham Forest foi condenado a 24 semanas de prisão por agredir o capitão do Sheffield United, Billy Sharp, no final de um jogo de play-off do segundo escalão, na terça-feira.

Na quarta-feira, foi a vez de um empurrão a um jogador do Mansfield, por um invasor associado ao Northampton, com assédio relatado no Swindon-Port Vale, em dois casos no quarto escalão nacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de