Dembelé faz sonhar toda uma cidade. Lyon elimina City e está nas meias-finais da Champions

Apesar da posse de bola dos ingleses, o Lyon fez três golos e assegurou o passaporte para a próxima fase da Liga dos Campeões.

O Lyon vai encontrar o Bayern de Munique nas meias-finais da Liga dos Campeões. Os franceses bateram o Manchester City por 3-1 e sonham com o título em Lisboa.

O Manchester City teve a primeira situação de perigo no jogo. Sterling atacou o espaço nas costas da defesa do Lyon, deixando a bola para De Bruyne. Valeu o corte de Marcelo para canto.

Nos primeiros dez minutos de jogo, os ingleses estavam com 73% de posse de bola. Uma estatística expectável tendo em conta o modelo que Pep Guardiola implementa nas suas equipas.

Minutos depois, o Lyon ameaçou pela primeira vez. Depois de um canto, os franceses procuraram bater Ederson. Marçal, fora de área, rematou forte para defesa apertada do ex-Benfica.

O primeiro cartão amarelo surgiu aos 11 minutos. Léo Dubois com uma entrada arriscada sobre João Cancelo, não se esquivou ao cartão.

Aos 24 minutos, os franceses festejaram. O lance ainda foi analisado pelo videoárbitro por possível fora-de-jogo, mas Cornet inaugurou mesmo o marcador. Ederson estava fora da baliza e Cornet, com espaço, atirou para o primeiro.

O Manchester City estava com muitas dificuldades em chegar ao último terço do campo. Os ingleses continuavam a controlar a posse de bola, com larga margem, mas sem perigo na zona ofensiva.

Nos minutos finais da primeira parte, os ingleses estiveram perto do empate. Sterling acelerou e passou facilmente por um defesa francês. A bola ficou para Gabriel Jesus que rematou para a defesa de Anthony Lopes.

O árbitro holandês deu dois minutos de compensação, numa altura em que os ingleses se esforçavam para igualar o resultado. Ainda assim, as equipas regressaram aos balneários sem alterações no marcador.

Na segunda parte, Guardiola fez entrar Mahrez. Rudi Garcia respondeu com uma mudança no esquema tático dos franceses. Aos 65 minutos de jogo, o Lyon jogava com dez jogadores atrás da linha da bola.

Os ingleses tinham 70% de posse de bola, mas não conseguiam chegar à igualdade, até ao minuto 69. Sterling entrou na área do Lyon e deu para De Bruyne, que em zona de penálti fez o 1-1. Grande jogada dos ingleses.

Na resposta, o Lyon ficou a pedir penálti. Kyle Walker deixou fugir Ekambi que fica estendido na área. O árbitro holandês manda seguir.

Citizens dominavam o jogo. Lyon não conseguia ter bola, e os ingleses aproveitavam para criar ocasiões de perigo. Mas como quem não marca, sofre. Os franceses voltaram à vantagem no marcador. Moussa Dembelé conseguiu a desmarcação e atirou para a baliza de Ederson.

Guardiola ficou a pedir falta, mas o árbitro apontou mesmo para o círculo central.

Poucos minutos volvidos, e falhanço incrível de Sterling. Era um golo cantado para os ingleses. O jovem extremo tinha a baliza escancarada e atirou por cima.

Na resposta, mais um golo do Lyon. Dembelé aproveitou uma defesa incompleta de Ederson e atirou para o segundo golo da conta pessoal. Com dois golos de vantagem, o Lyon sentenciava a partida.

Rudi Garcia leva os franceses às meias-finais da Liga dos Campeões, depois de ter assumido o cargo de treinador principal em dezembro. Recorde-se que o Lyon falhou o apuramento para as provas europeias em 2020/21.

É a segunda vez na história que o Lyon chega a esta fase da prova. A equipa francesa junta-se a Bayern de Munique, Leipzig e PSG. As meias-finais vão ser disputadas em duelos franco-alemães.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de