Penálti dinamarquês nos descontos deixa Braga de calculadora na mão

Derrota nos descontos (3-2) leva decisão da qualificação para a última jornada. Veja os golos.

O SC Braga perdeu esta quinta-feira contra o Midtjylland e falha a oportunidade de garantir já a qualificação para a fase seguinte da Liga Europa. Os bracarenses andaram sempre atrás do resultado e um penálti convertido por Evander nos descontos deixou a equipa portuguesa a precisar de ganhar na última jornada

Depois da goleada para a Taça de Portugal - 6-0 frente ao Santa Clara - o SC Braga deslocou-se à Dinamarca para defrontar o Midtjylland para a penúltima jornada da fase de grupos da Liga Europa. Carlos Carvalhal manteve a aposta em Vitinha na frente de ataque, depois do póquer no fim de semana, e lançou Lucas Mineiro para o lugar de Al Musrati.

O SC Braga entra com o pé esquerdo no jogo na Dinamarca. Logo aos dois minutos de jogo, Erik Sviatchenko fez o primeiro golo para o Midtjylland. No seguimento de um lançamento de linha lateral no lado esquerdo do ataque norueguês, a bola sofreu uma série de ressaltos na área bracarense e acabou nos pés do defesa do Midtjylland, que só teve de encostar.

Após o golo, o SC Braga começa a conseguir ter mais bola e tentar chegar mais à frente, enquanto os dinamarqueses vai recuando no terreno e a optar por jogar direto nos avançados.

Ao 21.º minuto do jogo, num lance a meio campo, André Castro recebe o primeiro cartão amarelo do jogo, por causa de uma entrada um pouco mais impetuosa.

O SC Braga vai controlando a posse de bola, mas a partida continua muito amarrada a meio campo e as oportunidades de golo nem pelos dedos se contavam.

O Braga marca à passagem do minuto minuto 43, por Ricardo Horta. Numa jogada pelo lado direito do ataque, Iuri Medeiros recebe a bola e mete-a nas costas da defesa, onde aparece a referência bracarense a atirar cruzado para o fundo da baliza.

Pouco depois, Vitinha surge num ataque rápido e, com um adversário pela frente, puxa para o lado e remata ao lado da baliza defendida por Lössl. Pouco depois surgiu apito para o intervalo.

Apesar dos 59% de posse de bola, o SC Braga não teve muitas chegadas à área adversária. Ao intervalo, o Braga tinha cinco remates e apenas o que deu o golo de Ricardo Horta foi à baliza. O Midtjylland tinha três remates, um deles à baliza (o golo).

A segunda parte da partida começa tão mal como a primeira. Bola longa da esquerda para a direita, onde Joel Andersson envia a bola de cabeça para o desvio de Gustav Isaksen. Golo do avançado dinamarquês que recoloca o Midtjylland na frente.

No minuto seguinte ao golo, Galeno quase chegou a um novo empate, após uma grande jogada individual pela esquerda, mas o remate saiu à barra. Pouco depois, o guarda-redes Lössl agarrou uma bola atrasada por um defesa dentro da área e o árbitro deu livre indireto a favorecer os bracarenses. Iuri Medeiros tentou o golo, mas Paulinho desviou a bola do caminho da baliza.

Aos 58 minutos, Carlos Carvalhal mexeu pela primeira vez no jogo. Chiquinho entrou para o lugar do amarelado André Castro.

Perto do minuto 60, o Midtjylland ameaçou o terceiro golo por duas vezes. Primeiro, Joel Andersson com um remate perigoso por cima e, depois, Evander de fora de área atirou à figura de Tiago Sá.

Mais perto ainda esteve no minuto 68. Yan Couto fez um mau atraso que isolou Gustav Isaksen. O avançado do Midtjylland tirou Tiago Sá da frente, mas o remate embateu em cheio na trave. Logo a seguir, o SC Braga ressurgiu no jogo. Na sequência de um canto e alguma confusão na área, Bruno Rodrigues rematou muito perto do alvo.

Sem gostar muito do jogo, Carlos Carvalhal escolheu o minuto 72 para lançar três novas peças para o campo: Francisco Moura, Mário González e Abel Ruíz renderam Bruno Rodrigues, Vitinha e Iuri Medeiros. No outro lado, Júnior Brumado e Paulinho saíram para entrarem Charles e Nicolas Dyhr.

Midtjylland novamente muito perto do golo a 8 minutos do final do tempo regulamentar. Charles surgiu isolado na cara de Tiago Sá, mas o guarda-redes português levou a melhor.

Logo a seguir, surge o golo da noite. Galeno, na quina da área, puxa para dentro e remata em arco, sem hipóteses para o guarda-redes dinamarquês. O Braga empata muito perto do final do jogo.

Contudo, na compensação, Diogo Leite derruba um adversário dentro da área. Após consulta do VAR, Matej Jug concedeu grande penalidade que Evander converte.

O jogo terminou logo a seguir, com o Braga a perder por 3-2. No novo formato da Liga Europa, os vencedores de cada grupo apuram-se para os oitavos, enquanto os segundos colocados são obrigados a disputar um play-off com as equipas despromovidas da Liga dos Campeões, que apura mais oito. Neste momento, o Braga está em segundo lugar a um ponto do Estrela Vermelha. Para garantir a qualificação para os oitavos de final, os bracarenses têm de ganhar aos sérvios na última jornada.

Onze do Midtjylland: Lössl; Dalsgaard, Sviatchenko, Juninho; Andersson, Onyedika, Evander, Paulinho; Isaksen, Sisto e Júnior Brumado

Onze do SC Braga: Tiago Sá; Paulo Oliveira, Bruno Rodrigues, Diogo Leite; Yan Couto, André Castro, Lucas Mineiro, Galeno; Iuri Medeiros, Ricardo Horta e Vitinha

Suplentes do Midtjylland: Ólafsson, Cools, Dyhr, Sørensen, Charles, Cajuste, Fraulo, Marrony, Mads Hansen, Lind e Simsir

Suplentes do SC Braga: Lukáš Horníček, Raúl, Fabiano, Moura, André Horta, Chiquinho, Gorby, Abel Ruiz, Piazon, Mario González, Rodrigo Gomes e Roger

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de