Miguel Oliveira vence GP da Tailândia de MotoGP

Piloto luso explicou que sempre que as corridas são em piso molhado é "super-rápido".

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) venceu este domingo o Grande Prémio de Moto GP da Tailândia, 17.ª de 20 provas da temporada, disputada com o piso molhado.

O português qualificou-se para esta corrida na 11.ª posição e acabou por sair vencedor, numa prova que partiu atrasada devido à chuva intensa que se abateu sobre o Circuito Internacional de Chang.

O piloto luso, que conquistou a quinta vitória em MotoGP, segunda do ano, concluiu as 25 voltas com 0,730 segundos de vantagem sobre o australiano Jack Miller (Ducati) e 1,968 sobre o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), que foi terceiro.

O francês Fabio Quartararo (Yamaha), que foi apenas 17.º, mantém a liderança do campeonato, mas agora com apenas dois pontos de vantagem sobre Bagnaia.

Após a vitória, Miguel Oliveira explicou que sempre que as corridas são em piso molhado é "super-rápido". Em declarações na zona de entrevistas rápidas, o piloto natural de Almada reconheceu que foi "uma longa corrida".

"Foi uma longa corrida, mas não me posso queixar. Sempre que corremos em molhado, sou super-rápido. Quando começou a chover, lembrei-me da Indonésia", acrescentou, em referência à segunda corrida da temporada, também disputada com piso molhado e em que conseguiu a primeira vitória do ano.

Oliveira explicou que tentou "manter os pés no chão, fazer um bom arranque, não cometer erros e levar a mota até ao fim".

"Não é nas condições em que mais gostamos de vencer, mas aceito a vitória em quaisquer condições", concluiu.

O assunto voltou à baila enquanto os pilotos eram transportados para a cerimónia do pódio e, aí, o australiano Jack Miller (Ducati), que hoje foi segundo, foi perentório: "quem quer saber disso? O cheque de bónus é sempre o mesmo", brincou com o português, de quem disse ter feito "uma boa corrida", "sem cometer erros".

Com a vitória deste domingo, Miguel Oliveira subiu de 11.º a oitavo no campeonato, que continua a ser liderado pelo francês Fabio Quartararo (Yamaha), mas agora com apenas dois pontos de vantagem sobre o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), que foi terceiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de