Ministro da Educação lamenta eliminação de Portugal "em crescendo"

Tiago Brandão Rodrigues assinala que o futebol desta noite foi "cruel", em especial depois da segunda parte do jogo frente à Bélgica.

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, disse este domingo que a eliminação da seleção portuguesa de futebol do Euro 2020 é "uma tristeza" e que a equipa estava a fazer um "campeonato em crescendo" até à derrota com a Bélgica.

O responsável pela tutela do Desporto falava à RTP em Sevilha, Espanha, onde esteve hoje em representação do Estado no encontro dos oitavos de final do europeu de futebol, que terminou com a vitória da Bélgica sobre Portugal por 1-0.

"É uma tristeza. Estamos todos tristes, pois ainda somos campeões da Europa e esperávamos poder chegar mais longe", salientou.

Tiago Brandão Rodrigues realçou que a equipa orientada por Fernando Santos estava "em crescendo" no Euro2020.

"Fizeram no primeiro jogo um bom resultado. Tivemos um segundo jogo que não foi tão bem conseguido e, depois, fomos de forma reiterada mostrando o nosso jogo. Aqui viu-se, na segunda parte principalmente, como conseguimos jogar. Não conseguimos marcar e o futebol é cruel a esse ponto", analisou.

Para o ministro da Educação, Portugal "é a melhor seleção do mundo" e os portugueses devem continuar a sonhar nos próximos campeonatos, sejam da Europa ou mundiais.

Sobre a representação portuguesa em Sevilha, após o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ter anunciado no sábado que não se deslocaria, devido à situação pandémica, à cidade espanhola, Tiago Brandão Rodrigues salientou que marcou presença "em representação do Estado", lembrando a importância da "diplomacia desportiva".

"Estava aqui o meu homólogo que tem a tutela do desporto na Bélgica. Entre todos temos que continuar a representar institucionalmente o Estado português e havia um compromisso para que o Presidente da República e o presidente da Assembleia da República pudessem representar Portugal nos próximos jogos, mas infelizmente não vai ser possível", sublinhou.

Um golo de Thorgan Hazard, aos 42 minutos, selou o triunfo dos 'diabos vermelhos', líderes do 'ranking' da FIFA.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG