Morreu o ex-futebolista Freddy Rincón

Freddy Rincón tinha 55 anos e lutava pela vida depois de o carro onde seguia ter sido abalrroado por um autocarro, em Cali. O antigo futebolista acabou por não resistir e deixa um país de luto.

O antigo futebolista colombiano Freddy Rincón não resistiu aos ferimentos provocados por um grave acidente de viação e acabou por morrer, avançam esta quinta-feira os médicos do hospital em Cali, onde Rincón esteve em estado crítico nos últimos dias. Rincón sofreu uma grave lesão na cabeça e foi operado durante duas horas e 45 minutos.

A comunicação social colombiana tem avançado que o veículo em que seguia o antigo médio terá desrespeitado um sinal vermelho, com a publicação de um vídeo de uma câmara de vigilância, embora o mesmo ainda não tenha sido confirmado como verdadeiro.

Os médicos anunciaram a morte de Freddy Rincón com pesar e com um pedido.

"Pedimos a todos, por favor, para que honrem e enalteçam a vida de Freddy Eusébio por todas as alegrias com que nos brindou", pediram os médicos.

Freddy Eusébio Rincón Valencia tinha 55 anos e lutava pela vida depois de o carro onde seguia ter sido abalrroado por um autocarro, em Cali. O antigo futebolista acabou por não resistir e deixa um país de luto.

Rincón foi uma das principais figuras da seleção colombiana na última década do século passado. Começou no Atlético Buenaventura, mas foi no América de Cali que se evidenciou. Saltou depois para o Palmeiras do Brasil e depois para a Europa: primeiro o Nápoles, depois o Real Madrid, embora sem o mesmo sucesso em termos de golos. Marcou apenas sete em 49 jogos entre Itália e Espanha.

Seguiu-se o regresso ao Brasil, em 1996, para o Palmeiras, por empréstimo. No ano seguinte mudou-se em definitivo para o Corinthians, onde voltou a veia goleadora: 37 remates certeiros em 151 jogos.

Na mudança de século passou ainda pelo Santos e Cruzeiro, mas foi no Corinthians que encerrou a carreira, em 2004.

O Real Madrid, clube que Rincón representou em 1996/97, tinha desejado, através das redes sociais, a "recuperação rápida" do antigo capitão da seleção colombiana, que no futebol europeu também representou o Nápoles, de Itália, na época anterior (1995/1996).

Um dos seus filhos, Sebastián Rincón, de 28 anos, passou pelo futebol português, no Vitória Guimarães, entre 2017 e 2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de