Mourinho critica aos jogadores do Tottenham. "É necessária outra atitude"

Equipa inglesa foi eliminada da Liga Europa pelo Dínamo de Zagreb, na Croácia.

O treinador do Tottenham, o português José Mourinho, criticou esta quinta-feira a falta de atitude dos seus jogadores diante do Dinamo de Zagreb, que levou à eliminação da equipa inglesa nos oitavos de final da Liga Europa de futebol.

"Tirando os últimos 10 minutos do prolongamento, em que fizemos alguma coisa para conseguir um resultado diferente, o restante do jogo resumiu-se a uma equipa [o Dinamo] a deixar tudo em campo. Em contraste, a minha equipa parecia que não estava a disputar um jogo importante", afirmou Mourinho, em declarações prestadas à BT Sport.

O Tottenham perdeu na visita aos croatas do Dinamo de Zagreb, por 3-0, após prolongamento, na segunda mão dos oitavos de final da Liga Europa, depois de ter vencido por 2-0 na primeira mão, em Londres.

Mourinho disse queu por parte dos jogadores do Tottenham e confessou que está a "sentir muito mais do que tristeza", face à eliminação dos 'spurs'.

"Depois do jogo, fui ao balneário do Dinamo, para enaltecer aqueles jogadores. Deixaram tudo em campo: sangue, suor, energia e até lágrimas de felicidade no final. Tenho pena que uma equipa tenha ganho o jogo com base na atitude e no compromisso. O futebol não é apenas ter jogadores com mais qualidade. O princípio básico do futebol é a atitude e nisso eles superaram-nos", lamentou.

De resto, o técnico luso revelou que, ao intervalo, alertou os jogadores do Tottenham para os "riscos que estavam a correr".

"Eles só se mentalizaram de que o jogo estava em risco quando o Dinamo marcou o segundo golo e o jogo foi para prolongamento. A minha equipa não colocou em campo os princípios básicos do futebol e da vida, ou seja, respeitar o nosso trabalho e dar tudo. Só posso pedir desculpa aos adeptos do Tottenham", referiu.

Em Zagreb, Mislav Orsic 'bisou', aos 62 e 83 minutos, e anulou a vantagem que os 'spurs' traziam de Londres, levando o jogo para prolongamento, durante o qual consumou o 'hat-trick', aos 106, e assegurou a inédita qualificação dos croatas para os quartos de final da Liga Europa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de