FC Porto regressa às vitórias em Barcelos e coloca pressão no SC Braga

Matheus Uribe e Sérgio Oliveira marcaram os golos dos dragões em Barcelos. Veja os lances.

O FC Porto regressou este sábado às vitórias frente ao Gil Vicente (0-2) e voltou a aproximar-se do Sporting, líder isolado do campeonato. Matheus Uribe e Sérgio Oliveira marcaram, à força, os dois golos dos dragões.

Depois da eliminação da Taça perante o Sporting de Braga, o treinador do FC Porto pediu uma resposta frente ao Gil Vicente, adversário dos azuis e brancos na 22.ª jornada da I Liga.

Para este jogo disputado em Barcelos, Sérgio Conceição mudou cinco peças em relação ao encontro de quarta-feira, reservando uma surpresa: Nanu regressou à equipa inicial após a ausência forçada devido à lesão sofrida na partida com o Belenenses SAD. Já do lado da equipa da casa, Ricardo Soares promoveu três alterações, dando a titularidade a Talocha, Rodrigão e Pedro Marques.

A resposta exigida por Sérgio Conceição começou a ser construída logo aos sete minutos de jogo. Foi na sequência de um pontapé de canto e de uma insistência de Otávio que os dragões inauguraram o marcador por intermédio de Uribe, que apareceu na área a fuzilar Denis. O remate do internacional colombiano não deixou qualquer hipótese de defesa ao guardião gilista.

A formação de Barcelos estava a sentir dificuldades contra os campeões nacionais, que apresentavam qualidade de jogo a meio campo, com muita circulação de bola. Os dois laterais também estavam em evidência no ataque e foi pelo lado direito que surgiu nova oportunidade para os pupilos de Sérgio Conceição aumentarem a vantagem. Nanu isolou Marega, mas o remate saiu à figura de Denis.

O guarda-redes estava a ser a grande figura do jogo no final da primeira parte. Aos 40 minutos, Manafá cruzou para a área e encontrou Corona, que cabeceou para uma enorme defesa de Denis, voltando assim a negar o segundo golo dos dragões na partida.

Na segunda parte, Sérgio Conceição deixou Corona e Pepe no balneário já a pensar no jogo decisivo da Liga dos Campeões com a Juventus. Para o lugar dos habituais titulares, entraram Luis Díaz e Malang Sarr.

O FC Porto continuou a dominar o jogo perante um Gil Vicente sem argumentos. Foi com naturalidade que os dragões chegaram ao segundo golo no jogo. Aos 60 minutos, Sérgio Oliveira aproveitou o espaço à entrada da área e fez um remate indefensável para Denis.

A pensar no jogo de Turim, os dragões baixaram o ritmo e o Gil Vicente conseguiu subir no terreno de jogo, criando algum perigo na área de Marchesín, que até então tinha sido um mero espetador. O avançado Pedro Marques era um dos mais informados dos gilistas.

Em cima dos 90 minutos, o FC Porto voltou a marcar, num lance em Denis ficou mal na fotografia. O avançado Evanílson apareceu na pequena área à vontade e bateu o guardião da formação de Barcelos. No entanto, o VAR anulou o lance por fora de jogo.

Onze do Gil Vicente: Denis; Paulinho, Rodrigo, Ygor Nogueira, Talocha, Henrique Gomes; Lucas Mineiro, Claude Gonçalves, Pedrinho; Lourency e Pedro Marques.

Suplentes: Brian, Joel, Diogo Silva, João Afonso, Kanía, Vítor Carvalho, Baraye, Samuel Lino e Alaa Abbas.

Onze do FC Porto: Marchesín; Nanu, Pepe, Diogo Leite e Manafá; Corona, Sérgio Oliveira, Uribe e Otávio; Marega e Taremi.

Suplentes: Diogo Costa, Sarr, Zaidu, Grujic, Fábio Vieira, Luis Díaz, Francisco Conceição, Evanilson e Toni Martínez.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de