"Não preciso de reforços." Mourinho apresentado como treinador dos Spurs

O técnico setubalense não promete (para já) o título, mas acredita que pode estar para breve.

No passado verão, Bruno Fernandes esteve perto do Tottenham. Esta quinta-feira, o nome do médio leonino voltou a soar no norte de Londres, mas José Mourinho afastou a possibilidade de contratar o português e deixou claro que não espera prendas no Natal.

"A melhor prenda são os jogadores que estão aqui. Não preciso de novos jogadores. No passado tentei contratar alguns destes jogadores e outros nem tentei porque sabia que era difícil", afirmou.

Na memória de muitos adeptos do Tottenham está ainda o dia em que José Mourinho, à época treinador do Chelsea, afirmou nunca treinaria os Spurs. Confrontado com essas declarações, a resposta foi rápida: "Isso foi antes de ser despedido!"

Na época passada o Tottenham foi, com surpresa, finalista da Liga dos Campeões, mas esta época os bons resultados teimam em não aparecer e acabaram por ditar o despedimento de Mauricio Pochettino. Questionado sobre se a derrota na final europeia podia ter afetado o técnico argentino, Mourinho não hesitou: "Não sei, nunca perdi uma final da Liga dos Campeões."

O setubalense elogiou o antecessor, "tenho que lhe dar os parabéns pelo trabalho que fez. Vai voltar a encontrar a felicidade. Vai voltar a encontrar um grande clube. Vai ter um grande futuro."

José Mourinho garantiu ainda que esta temporada o Tottenham já não pode ser campeão, mas acredita que no futuro o clube pode chegar ao título inglês. Aliás, "na próxima época é possível."

O novo treinador dos Spurs não quer repetir os erros do passado: "Vou cometer novos erros", mas o estilo de jogo "será muito semelhante ao de antes".

O Tottenham ocupa, após 12 jornadas, o 14.º lugar da Premier League, com 14 pontos, menos 20 do que o líder Liverpool, atual campeão europeu.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados