Nápoles travado em casa pela Atalanta. AC Milan é o novo líder da Serie A

A Roma, treinada pelo português José Mourinho, foi derrotada.

O Nápoles foi este sábado travado em casa, ao ser derrotado pela Atalanta por 3-2, em jogo da 16.ª jornada, e caiu para o terceiro posto da Liga italiana de futebol, que é agora liderada pelo AC Milan.

No Estádio Diego Armando Maradona, foi o conjunto de Bérgamo a adiantar-se no marcador, fruto do remate colocado do ucraniano Malinovsky, logo aos sete minutos, uma vantagem que durou até perto do intervalo, altura em que o polaco Zielinski (40) restabeleceu a igualdade.

No recomeço, o melhor marcador da história do Nápoles, o belga Dries Mertens, fez, aos 47, o golo que operou a reviravolta, mas o antigo leão Demiral (66) voltou a colocar o resultado empatado, antes do suíço Freuler (71) sentenciar para os visitantes.

O quarto triunfo consecutivo colocou a Atalanta, quarta classificada, com 34, a apenas dois pontos do adversário deste sábado.

Com este desaire, os napolitanos caíram para o último lugar do pódio, com 36 pontos, e entregaram a liderança ao AC Milan, que recebeu e venceu o lanterna-vermelha Salernitana, por 2-0, passando a somar 38, apenas mais um do que o rival Inter, segundo posicionado.

Com o internacional português Rafael Leão entre os titulares, foi o marfinense Kessie a inaugurar o marcador no Estádio Giuseppe Meazza, para o AC Milan, logo aos cinco minutos, com o belga Alexis Saelemaekers, aos 18, a dilatar a vantagem, resultado com que terminou o desafio.

A Roma, treinada pelo português José Mourinho, foi derrotada e dominada pelo campeão Inter de Milão (3-0), com a ajuda do erro do compatriota Rui Patrício, e somou o segundo desaire consecutivo na Serie A.

No reencontro com os 'nerazzurri', que orientou entre 2008 e 2010, o técnico luso não teve motivos para sorrir em pleno Olímpico de Roma, onde ficou evidente a diferença abissal de plantéis entre o atual campeão transalpino e o emblema da capital, que hoje não contou os habituais titulares Tammy Abraham e Karsdorp, castigados, e El Shaarawy e Lorenzo Pellegrini, lesionados.

A equipa de Simone Inzaghi resolveu o desafio ainda dentro dos primeiros 45 minutos, face aos tentos do turco Calhanoglu (15), de canto direto - muito por culpa do guarda-redes luso -, do bósnio Edin Dzeko (24), que voltou à antiga 'casa', e do neerlandês Dumfries (39).

Já a Roma permanece em quinto, com 25 pontos, e pode ver os perseguidores Fiorentina, Juventus e Bolonha ficarem com a posição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de