"Neste momento o que importa é a saúde pública"

O médio do Paços de Ferreira explica à TSF que para os jogadores não importa se o campeonato continua ou acaba, o mais importante é que tudo fique resolvido.

Stephen Eustáquio chegou ao Paços de Ferreira por empréstimo do Cruz Azul do México. O jogador trazia o objetivo de somar minutos e que agora foi interrompido pela pandemia da Covid-19, "mas neste momento o que importa é a saúde pública, apesar de todos gostarmos de futebol, e se o campeonato tiver que acabar é uma opção, mas se tiver que recomeçar mais tarde também pode ser, só que tudo isso está agora em segundo plano", refere o médio pacense.

O médio do Paços de Ferreira, tal como todos os colegas de profissão em Portugal, está a treinar em casa "e ainda se dá uns toques na bola, mas é o máximo que se consegue fazer, até porque vivo num apartamento e não se consegue fazer um trabalho muito pormenorizado com bola", sublinha Eustáquio.

Os treinos são feitos com base na força, carga na bicicleta e usando o peso do corpo. O jogador de 23 anos lamenta que não possa somar os minutos que queria, "mas agora resta treinar em casa, sempre acompanhados com trabalhos em grupo por videoconferência pelos menos duas vezes por semana e depois trabalhar os treinos individuais que recebemos para fazer todos os dias", revela o jovem internacional português.

Stephen Estáquio espera regressar em breve à competição para voltar a destacar-se na Primeira Liga, agora ao serviço do Paços de Ferreira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de