"Neymar não tem condições psicológicas para enfrentar uma Copa América"

Francisco Noveletto entende que o avançado deve ficar fora da seleção brasileira, por opção própria, e alerta para a existência de um novo vídeo.

O vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Francisco Novelletto, afirmou que apesar de instituição não estar a pensar excluir Neymar da seleção canarinha, aposta que o jogador vai pedir dispensa da Copa América à devido à acusação de violação que pende sob o avançado brasileiro.

Em entrevista à estação de televisão SBT, o dirigente afirmou que seria 'melhor para todos' se o avançado pedisse para ser afastado da seleção brasileira.

"Se o Neymar vier, é capaz de o Brasil não chegar ao título. Eu conheço a imprensa. A imprensa vai pegar no pé. E tem muito mais coisa para aparecer. Um amigo meu do Rio de Janeiro disse que tem mais um vídeo para ser jogado na rua. Então, se eu sou o Neymar, se eu tivesse que apostar, se eu tenho dez fichas e me perguntassem no que eu apostaria: aposta que vem ou que ele vai pedir licença? Aposto que ele não virá e que ele pedirá licença. Ele não tem condições psicológicas para enfrentar uma Copa América e um batalhão de jornalistas", afirmou Noveletto.

O Brasil irá disputar, esta quarta-feira, um jogo amigável contra o Qatar e Noveletto entende que Neymar pode ser perseguido fora e dentro de campo.

"A torcida já ficou uma bronca com ele com a fama de cai-cai. Imagina se ele erra dois ou três passes e não vai bem no primeiro jogo? A própria torcida vai pegar no pé. A CBF não pode cortar. Foram para cima do Tite [selecionador do Brasil] com a pergunta: seria bom cortar? Veja bem, estou falando por mim, se ele pedir licença, teria um bom senso da CBF. O Tite jamais vai cortar, mas se partir dele, a CBF vai ceder", completou o vice-presidente.

O Brasil é o país organizador da edição da Copa América 2019, que será disputada no Brasil e tem início a 15 de junho.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de