Nuno Dias e o sorteio da Liga dos Campeões de futsal: "Não estamos obrigados a nada"

O treinador campeão europeu de clubes do futsal antecipa na TSF o jogo das meias-finais da Liga dos Campeões com o ACSS, franceses que têm em Ricardinho a grande figura.

O treinador do Sporting acredita que os leões podem regressar à final da Liga dos Campeões. Para Nuno Dias, o ACSS, adversário nas meias finais da prova de futsal, representa um desafio, mas lembra que para uma equipa campeã europeia, como o Sporting, a maior pressão vem do próprio balneário.

"Nós não somos obrigados a nada. A nossa obrigação é trabalhar sempre muito bem para que as coisas corram da melhor forma possível", explica Nuno Dias em entrevista à TSF, logo após o sorteio da final a quatro da Liga dos Campeões de Futsal. "Não há ninguém que coloque mais pressão no jogo e nos resultados do que nós mesmos. Essa pressão é boa", sustenta. "O primeiro grande objetivo é ultrapassar a meia-final e chegar à final", explica Nuno Dias.

Os leões voltam a encontrar a equipa francesa nesta prova, depois de uma vitória na fase inicial da prova. "Encontrámos este adversário na Eslovénia na Main Round. Nessa altura eles não tinham o Ricardinho, que estava ausente. Vencemos 4-3 na Eslovénia, mas o ACSS passou em segundo. Foi um jogo extremamente difícil, mesmo sem o Ricardinho. Mas nós também estamos melhor do que nessa altura", garante o treinador campeão europeu pelo Sporting.

Se o Sporting defronta o ACSS de Ricardinho nas meias finais (jogo a 29 de abril, 16h00), a outra equipa portuguesa na corrida pelo título europeu, o Benfica, tem encontro marcado com o Barcelona (também a 29 de abril, 19h00), equipa que tem o internacional português André Coelho. "Seja quem for que chegue à final, vamos ter portugueses", lembra Nuno Dias. "Isso diz bem da qualidade do futsal português", garante o treinador do Sporting.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de