O dérbi de Lisboa que deu o título ao FC Porto. Milhões ainda por entregar

Benfica teve as melhores oportunidades da partida. O empate em Alvalade (0-0) permite ao Sporting adiantar-se na luta pelo segundo lugar, que dá acesso à Liga dos Campeões.

Estão encerradas as contas do título nacional 2017/2018. O empate registado esta noite no dérbi (0-0) em Alvalade confirmou o 28º título ao FC Porto.

No jogo entre Sporting e Benfica houve várias oportunidades de golo, tendo a bola tocado nos ferros por três vezes ao logo da partida. Rafa, um dos melhores em campo, foi o primeiro a estremecer com a baliza de Rui Patrício, logo aos 8 minutos, depois de ultrapassar Piccini. Com a partida equilibrada, o Sporting só chegou perto da baliza de Varela com perigo já depois da meia hora, por intermédio de Fábio Coentrão, num remate à entrada da área.

À medida que o relógio avançava, os encarnados intensificavam a pressão sobre a defensiva leonina. Numa boa jogada, o brasileiro Douglas, viu um remate perigoso ser interrompido pela defesa contrária.
Aproveitando o domínio sobre o adversário, Rafa volta a estar em evidência, com um remate potentíssimo travado por Patrício. O guardião mostrou a segurança de sempre. Pouco depois, o lateral Douglas consegue isolar Samaris. O grego esteve muito perto de inaugurar o marcador.

Em cima do intervalo, Bas Dost consegue libertar-se da marcação de Grimaldo e Jardel e, numa excelente posição para rematar, opta por servir Gelson. A bola acabou cortada por Douglas. A primeira parte ficou marcada pela intensidade de ambas as equipas. Sporting e Benfica sabiam que em jogo estava o acesso à liga milionária e por isso sabiam que um erro podia ser fatal.

Na segunda parte, o jogo baixou de ritmo. Jorge Jesus foi o primeiro a mexer na equipa, com a entrada de Acuña para o lugar do regressado William Carvalho.
Num dos lances do jogo, ao minuto 56, Bas Dost é carregado por Rúben Dias dentro da grande área mas Carlos Xistra não assinalou qualquer falta.

O jogo estava a baixar de intensidade. Nos minutos finais, Rui Vitória lançou Salvio, Jonas e Cervi na tentativa de carimbar o segundo lugar.
O empate registou-se até ao final e a questão do título ficou resolvida. O FC Porto pode festejar o regresso aos títulos. A equipa liderada por Sérgio Conceição quebra a hegemonia do Benfica.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de