Benfica goleia Paços e Seferovic chega ao topo da lista de melhores marcadores

Veja os golos. Águias e castores estão agora separados por treze pontos na tabela.

O Benfica venceu, este sábado, em Paços de Ferreira por 5-0 num jogo em que esteve a jogar com superioridade numérica desde os 22'. Seferovic bisou e tornou-se no melhor marcador do campeonato, com 16 golos, numa noite em que Diogo Gonçalves, Rafa e Darwin também fizeram o gosto ao pé.

Com este resultado, o Benfica soma 57 pontos e recoloca-se a três do FC Porto, segundo classificado. Os pacenses mantêm o quinto lugar com 44 pontos. Jorge Jesus volta a apostar num esquema de três centrais, com as alas entregues a Diogo Gonçalves e Grimaldo.

O jogo começou com grande alvoroço para Jordi, guarda-redes pacense. Depois de ter chocado com Waldschmidt ainda nos primeiros cinco minutos, aos oito esteve na corda bamba para ser expulso.

Seferovic apareceu isolado e foi parado em falta pelo guardião, que era o último defesa. Depois de rever o lance, o VAR acabou por anular a jogada por um fora de jogo de 78 centímetros do ponta de lança.

O vermelho ficou no bolso de Hugo Miguel por pouco tempo. Aos 20', Stephen Eustáquio entrou com a sola sobre a canela de Julian Weigl e viu amarelo. Depois de rever as imagens do lance, Hugo Miguel anulou esse cartão e passou-o a um vermelho direto.

Pepa também acabou por ver o cartão amarelo, mas por protestos. Pouco depois, Jordi redimia-se do susto que tinha causado no início da partida e negava o primeiro a Waldschmidt (25').

A jogar com mais um, o Benfica assumiu as despesas do jogo e lançou-se no ataque. Aos 38' colheu os frutos. Depois de alguma insistência e várias trocas de bola no perímetro da grande área pacense, Diogo Gonçalves furou a barreira e, descaído sobre a direita, atirou cruzado para o primeiro da noite.

As águias podiam ter voltado a ser felizes aos 41' quando Seferovic cruzou para Waldschmidt, que aparecia isolado junto da pequena área. O alemão acabou por rematar do pé direito e, apesar de não ter desviado a bola em direção à baliza, ainda permitiu uma grande defesa por reflexo a Jordi.

Mas Jordi não podia travar tudo. O Paços de Ferreira desperdiça um pontapé de canto e a bola sobra para Seferovic, que aguenta dois adversários até fazer um passe em profundidade para Rafa, que já surgia em sprint. O português só teve de contornar Jordi - que tinha avançado na sua direção - e fazer o 2-0.

Seferovic ainda voltou a marcar por duas vezes até ao intervalo: se na primeira foi apanhado em fora de jogo, aos 40+7' valeu mesmo. À saída de Jordi, só picou a bola.

O intervalo chegava a Paços de Ferreira com a equipa da casa a perder por três golos e com David Bruno a dar um miniconcerto na bancada do estádio. O espetáculo foi transmitido em direto no Facebook dos castores: a cada 150 partilhas do vídeo, o clube ofereceu um voucher a um profissional da cultura identificado pela União Audiovisual.

No Benfica, Diogo Gonçalves ficava no balneário para dar o lugar a Gilberto. Depois de uns pouco animados primeiros 15 minutos da segunda parte, Jorge Jesus optou por tirar Rafa e Waldschmidt do jogo para lançar Everton e Pizzi. Pepa respondeu com a entrada de Ibrahim para o lugar de Luiz Carlos.

O Benfica voltou a ameaçar através de livre direto, aos 66', por Grimaldo. Jordi respondeu com uma boa defesa e Pepa quis reforçar a solidez da sua equipa lançando Lucas Silva e Adriano Castanheira para os lugares de Helder e Uilton. Completou as cinco substituições possíveis aos 75', com João Amaral e Martín para os lugares de Dor Jan e Bruno Costa.

Não foi o suficiente. Corria o minuto 78' quando Seferovic aproveitou um bom trabalho próprio sobre a bola para atirar a contar. Fazia o 4-0 e o 16.º golo no campeonato, ultrapassando Pote como melhor marcador.

Jesus aproveitava para, logo de seguida, lançar Cervi e Darwin para os lugares de Grimaldo e Weigl, apostando num ataque com dois pontas de lança para os minutos finais da partida.

Mas Seferovic ainda não tinha acabado a noite: quis assistir Darwin para o 5-0.

Onze do Paços de Ferreira: Jordi, Fernando, Marcelo, Maracás, Rebocho, Luiz Carlos, Eustáquio, Bruno Costa, Helder, Uilton e Dor Jan

Onze do Benfica: Helton Leite, Diogo Gonçalves, Lucas Veríssimo, Otamendi, Vertonghen, Grimaldo, Weigl, Taarabt, Rafa, Waldschmidt e Seferovic

O jogo foi arbitrado por Hugo Miguel e no VAR esteve Tiago Martins.

Suplentes do Paços de Ferreira: Fracaro, Martín, Ibrahim, Matchoi, Adriano, Jorge Silva, Lucas Silva, Pedro Marques e João Amaral

Suplentes do Benfica: Vlachodimos, Gilberto, Everton, Darwin, Cervi, Chiquinho, Pizzi, Pedrinho e Gonçalo Ramos

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de