Paços de Ferreira regressa às vitórias frente ao Belenenses SAD. Veja o resumo

João Pedro, de penálti, marcou o único golo do jogo aos 85'.

O Paços de Ferreira regressou hoje às vitórias, interrompendo um jejum de cinco jogos, após vencer na receção ao Belenenses SAD 1-0, na 30.ª jornada da I Liga de futebol, num encontro que valeu pela segunda parte.

João Pedro foi a figura do jogo, ao anotar o único golo, aos 85 minutos, na cobrança de uma grande penalidade a punir mão na bola de Henrique, conseguindo o que os colegas de equipa Douglas Tanque e João Amaral não fizeram, nos lances de maior perigo no jogo, aos 67 e 81 minutos.

O triunfo pacense, que se aceita em função do maior número de oportunidades criadas, todas no segundo tempo, garantiu ao Paços de Ferreira o 14.º triunfo no campeonato e o reforço do quinto lugar, agora com 48 pontos, a 10 do Sporting de Braga, quinto classificado, com quem vai jogar na próxima jornada.

O Belenenses SAD, que não perdia nas últimas quatro jornadas, ocupa por agora o 10.º lugar, com 34 pontos.

Bruno Costa, no Paços, regressou ao 'onze', após castigo, em substituição de Ibrahim, devolvendo a equipa a um modelo (habitual) que esbarrou na estratégia apresentada por Petit, que lançou na equipa inicial o defesa Gonçalo Silva, os médios Afonso Taira e Bruno Ramires e o avançado Francisco Teixeira.

Sem poder contar com as referências no ataque Cassierra e Miguel Cardoso, devido a problemas físicos, e com Varela relegado para o banco, o técnico do Belenenses SAD apostou numa defesa a três, ou a cinco sem bola, um meio campo que contava sempre com um mínimo de três elementos e um ataque móvel, que mantinha (em permanência) um mínimo de dois jogadores.

O registo camaleónico dos 'azuis' tirava tempo de organização aos pacenses e espaço no ataque que estes tanto gostam de explorar, empurrando o jogo para o meio campo, numa espécie de encontro sem balizas.

A exceção aconteceu numa transição rápida do Paços, aos 28 minutos, com a bola a circular por vários elementos até ao remate, à entrada da área, de Uilton, para defesa (única na primeira parte) de Kritciuk, respondendo o Belenenses SAD, aos 41, num cabeceamento torto de Rúben Lima, quando estava solto na área pacense.

A segunda parte foi mais movimentada e teve um pouco mais de emoção junto das duas balizas, com ascendente dos pacenses em matéria de oportunidades.

Douglas Tanque, aos 67 minutos, e João Amaral, aos 81, podiam ter desfeito a igualdade, quando surgiram isolados frente a Kritciuk, guarda-redes russo que apenas seria batido aos 85, por João Pedro, na cobrança de uma grande penalidade.

Henrique, que terá colocado a mão na bola na área do Belenenses SAD, quase se redimia no fim, aos 89 minutos, a concluir uma bela jogada do ataque dos 'azuis', mas o golo seria invalidado por posição irregular de Varela, no início da jogada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de