Patrícia Mamona na final do triplo salto com melhor marca do ano

Com um salto de 14,45 metros, Patrícia Mamona superou em cinco centímetros a marca pedida para qualificação direta para a final.

Patrícia Mamona apurou-se esta quarta-feira para a final do triplo salto dos Europeus de atletismo, a realizar na sexta-feira em Munique, logo ao primeiro salto e com a sua melhor marca do ano.

Já liberta dos problemas que condicionaram o seu treino durante sete semanas, mas também por isso não na sua forma ideal, Patrícia Mamona apostou tudo em facilitar o seu trabalho e, com 14,45 metros, superou em cinco centímetros a marca pedida para qualificação direta para a final.

A vice-campeã olímpica em Tóquio2020, que tem 15,01 como recorde pessoal, conseguidos na capital japonesa, tinha feito este ano 14,42 em março, nos Mundiais de pista coberta, quando foi sexta.

Mamona, líder do ranking europeu, foi há três semanas oitava nos mundiais de Eugene, nos Estados Unidos, com 14,19 metros, ainda assim a primeira europeia.

Na sua última competição, há uma semana, foi oitava na etapa do Mónaco da Liga de Diamante.

Patrícia Mamona, que foi campeã da Europa em 2016, depois de ter sido prata em 2012, disputa a final do triplo salto na sexta-feira, às 19:55 de Lisboa.

A segunda edição dos Europeus multidesportos está a decorrer em Munique até 21 de agosto e reúne nove modalidades, estando Portugal representado em sete, nomeadamente atletismo, canoagem, ciclismo, ginástica artística, remo, ténis de mesa e triatlo.

A seleção portuguesa conquistou duas medalhas até ao momento, uma de ouro, através do ciclista Iúri Leitão, que se sagrou campeão europeu de scratch, no ciclismo de pista, e uma de prata, por Auriol Dongmo, no lançamento do peso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de