Paulo Jorge Pereira prolonga contrato como selecionador de andebol até 2023

Paulo Jorge Pereira, de 56 anos, assumiu o cargo de selecionador nacional em 2016.

O selecionador português de andebol, Paulo Jorge Pereira, responsável pelos melhores resultados de sempre da equipa nacional, entre os quais o apuramento inédito para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, renovou o contrato até 2023, anunciou este domingo a federação.

Paulo Jorge Pereira, de 56 anos, assumiu o cargo de selecionador nacional em 2016 e foi sob o seu comando que a equipa das 'quinas' obteve a melhor classificação no campeonato da Europa (sexto lugar em 2020, na prova organizada por Áustria, Noruega e Suécia) e do mundo (10.º em 2021, no Egito).

O sexto lugar conquistado no Euro2020 permitiu a Portugal disputar o torneio de qualificação para Tóquio2020, no qual se tornou a primeira modalidade olímpica coletiva de pavilhão a apurar-se para os Jogos Olímpicos (o hóquei em patins esteve presente em Barcelona1992, mas como 'modalidade de exibição').

Após as qualificações falhadas para o Europeu de 2018 e o Mundial de 2019, já sob o comando de Paulo Jorge Pereira, a seleção lusa voltou a disputar o campeonato da Europa, em 2020, após 14 anos de ausência (desde 2006), melhorando o sétimo lugar que detinha desde 2000, conquistado na Croácia.

Em 2021 quebrou um 'jejum' ainda mais longo, no apuramento para o campeonato do mundo, cuja fase final não atingia desde 2003, quando organizou o torneio, voltando a reescrever a história, ao terminar na 10.ª posição, melhorando o 12.º posto obtido na participação anterior.

A renovação do contrato permitirá ao treinador orientar a seleção portuguesa no Europeu de 2022, que será organizado em conjunto por Hungria e Eslováquia, para o qual se voltou a qualificar e terá como adversários na primeira fase a anfitriã Hungria, Islândia e Países Baixos.

Paulo Jorge Pereira, Natural de Amarante (distrito do Porto), treinou o FC Porto, pelo qual se sagrou campeão em 2003 e 2004, Cangas, de Espanha, e CSM Bucareste, pelo qual conquistou a Taça Challenge, em 2019, acumulando com as funções de selecionador português, contando ainda passagens por equipas e seleções femininas em Angola e Tunísia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de