Por "falta de coragem ou de princípios", o Benfica nunca negou o conteúdo dos e-mails

Frederico Varandas fala sobre o caso dos e-mails e Marcel Keizer. Jorge Jesus fica no passado.

Frederico Varandas voltou a criticar o presidente do Benfica e lembrou que o clube nunca negou o conteúdo dos e-mails.

"Estive muito atento à maneira como o Benfica se pronunciou oficialmente sobre isso e a única coisa que vi foi acusarem quem tinha roubado os e-mails. Mas não vi ninguém a falar sobre o conteúdo nem a negar o seu conteúdo", disse presidente do Sporting esta sexta-feira em entrevista à RTP. "Uma coisa eu sei: é aquilo não foi negado."

O casos como o os e-mails afetam "todos os clubes da Liga, o futebol português e a imagem de Portugal", considera. E o problema está no "dirigismo" do Benfica.

"Entre muitas outras coisas estamos a falar de quase 900 bilhetes oferecidos por jogo. O Sporting não está em condições de oferecer nada. Os sócios pagam, os sócios que vêm de longe pagam. Eeu enquanto fiz parte de uma claque há 25 anos pagava."

"Para o ano não há ofertas, toda a gente vai pagar o seu bilhete." A notícia foi recebida "com responsabilidade", diz o presidente do Sporting. As claques "perceberam o momento de dificuldade do Sporting".

Quanto a Marcel Keizer, Frederico Varandas garante que o contrato até 2021 é para cumprir. O facto de Jorge Jesus estar no mercado não muda nada.

"O Sporting tem de lutar por títulos. Só um louco pode dizer que vai ganhar um campeonato daqui a dois, três anos. Seja no futebol seja nas modalidades. E é com Keizer que isso vai acontecer", garante o presidente do Sporting.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de