Espírito Santo garante Porto "que não se rende" em Roma

O técnico recordou que "já se sentiu a força do FC Porto no jogo da primeira mão" da Liga dos Campeões e que terminou empatado a uma bola.

O treinador do FC Porto, Nuno Espírito Santo, afirmou hoje estar a dirigir "uma equipa que não se rende", na véspera da segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões de futebol, frente à Roma.

Em conferência de imprensa no Estádio Olímpico da capital italiana, o técnico português recordou que "já se sentiu a força do FC Porto no jogo da primeira mão", disputado no Dragão e que terminou empatado a uma bola.

"Vai ser um FC Porto fiel àquilo que já demonstrou esta época: uma equipa que não se rende, comprometida e corporativa, pois só uma verdadeira equipa conseguirá vencer e chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões, que é o nosso grande objetivo", disse o treinador portista.

Para Nuno Espírito Santo, "a eficácia é importante, não só no jogo de amanhã, como em todos os outros", recordando que os 'dragões' foram protagonistas de "muitos remates no jogo da primeira mão", confessando que mereciam "outro resultado".

"Do exterior virá um ambiente adverso e temos de ser organizados, buscando essa tal eficácia, a mesma que se traduz em golos", prosseguiu.

Sobre a Roma, considera ser um adversário que "merece o maior respeito", mas afirmou que a equipa portista está "preparada para o que vier e focada em potencializar as suas virtudes".

"Temos um plano para o jogo e o plano é competir, disputar cada bola como se fosse a última e lutar por cada metro de relvado", disse o treinador luso, para quem "os sistemas e as táticas, por vezes, não são assim tão importantes".

O jogo, que se realizará no Estádio Olímpico de Roma, às 19:45, será arbitrado pelo polaco Szymon Marciniak.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de