Liga

Leixões vence FC Porto e sobe à liderança do campeonato

O Leixões subiu, este sábado, à liderança da Liga de futebol ao impor ao ex-comandante FC Porto a primeira derrota na prova, por 3-2 em pleno Estádio do Dragão, num jogo da sexta jornada. Braga foi o homem do jogo.

Os campeões nacionais começaram em desvantagem, pois o Leixões marcou logo no primeiro ataque: Diogo Valente (03 m) cobrou um canto na esquerda, Braga desviou e Bruno China, liberto de marcação, cabeceou para o fundo das redes (0-1).

Nas poucas vezes que os "azuis e brancos" conseguiam espaços, Rolando (28 m), de cabeça na pequena área, conseguiu errar o alvo, fazendo o mais difícil.

Lino voltou a falhar na defesa aos 29 (foi substituído logo a seguir) e, um lance que parecia inofensivo resultou no golo de Braga, que, só com Nuno pela frente, teve tempo de colocar a bola onde quis.

Depois de Rodriguez (33 m) obrigar Beto à defesa da noite, desviando o seu disparo para canto, Hulk disputou a bola com Joel na linha de fundo e caiu, com o árbitro a assinalar grande penalidade, que pareceu forçada: Lucho González converteu e reduziu (1-2).

O FC Porto surgiu mais dinâmico no segundo tempo e o empate surgiu naturalmente aos 61, com Lisandro a surgir solto na esquerda, fintar um adversário e atirar para fora do alcance de Beto (2-2).

Aos 66, Zé Manel, oportuno, marcou na cara de Nuno, mas o árbitro auxiliar errou ao assinalar inexistente fora-de-jogo (Rolando colocava-o em jogo).

O Leixões, que já tinha voltado a ameaçar, conseguiu justiça por mérito próprio com uma "bomba" de Braga de fora da área contra a qual Nuno foi impotente (2-3).

Já com muitos adeptos locais fora do estádio, Lucho González (88 m) acertou na base do poste esquerdo, com Beto batido.

Com este resultado, o Leixões, que na derradeira ronda empataram 1-1 em casa com o Benfica, isolaram-se na frente com 13 pontos, podendo ser apanhados ainda pelo Nacional e Estrela da Amadora.

Sob a arbitragem de Paulo Baptista (Portalegre), as equipas apresentaram-se do seguinte modo perante uma assistência de 35 mil espectadores:

FC Porto: Nuno, Sapunaru (Mariano, 64), Rolando, Bruno Alves, Lino (Candeias, 32), Raul Meireles, Lucho González, Tomás Costa, Rodriguez (Farias, 75), Hulk e Lisandro López.

Suplentes: Ventura, Pedro Emanuel, Fernando, Guarin, Mariano, Candeias e Farias.

Leixões: Beto, Vasco Fernandes, Joel, Élvis, Laranjeiro, Bruno China, Roberto Sousa, Hugo Morais, Braga (Sandro, 89), Diogo Valente (Zé Manel, 62) e Marques (Roberto, 72).

Suplentes: Berger, Ruben, Sandro, Diogo Luis, Zé Manel, Roberto e Nwoko).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Joel (35), Lisandro López (39), Sapunaru (64), Braga (75), Élvis (76) e Beto (91).