Portugal e Espanha defrontam-se à procura de lugar na final do Europeu de Futsal

A partida está marcada para as 20h00 locais, 19h00 em Lisboa.

Portugal e Espanha defrontam-se esta sexta-feira nas meias-finais do Europeu 2022 de futsal, em busca de um lugar no jogo decisivo do torneio, sendo a reedição da final da última edição, que a equipa das 'quinas' conquistou.

O duelo ibérico realiza-se na Ziggo Dome, em Amesterdão, às 20h00 locais (19h00 em Lisboa), após o jogo 'escaldante' entre Ucrânia e Rússia, países em clima de alta tensão internacional, com contingentes militares próximos da fronteira entre os dois países.

Se os lusos mantêm o 'pleno' de vitórias na prova continental, com os triunfos à Sérvia (4-2), aos anfitriões Países Baixos (4-1) e à Ucrânia (1-0), na fase de grupos, e perante a estreante Finlândia (3-2), nos quartos de final, a Espanha empatou um jogo no grupo.

Depois de entrarem a vencer, num 5-1 à Bósnia-Herzegovina, os espanhóis cederam um empate com o Azerbaijão (2-2), recuperado com uma goleada à Geórgia (8-0), na conclusão do Grupo D, tendo ultrapassado a Eslováquia, por 5-1, nos quartos de final.

O confronto direto é favorável à Espanha, somando 24 vitórias em 32 embates, contra três de Portugal, que, contudo, levou a melhor nos dois últimos jogos oficiais: final do Europeu 2018 (3-2) e 'quartos' do Mundial 2021 (4-2), em ambos após prolongamento.

Também na memória recente está o duplo confronto, de caráter particular, disputado entre os dois 'vizinhos' em dezembro, na cidade espanhola de Málaga, com vitórias da 'Roja', em que uma delas terminou numa goleada (6-0), pondo 'a nu' fragilidades lusas.

Neste histórico, também se destacam as vitórias espanholas na final do Europeu 2010 (4-2), na atribuição do terceiro e quarto lugares do Europeu 2014 (8-4), nas 'meias' do Europeu 2007 (2-2, 4-3 nas grandes penalidades) e nos 'quartos' do Europeu 2016 (6-2).

A Espanha é recordista de troféus da competição continental, com sete em 11 edições - 1996, 2001, 2005, 2007, 2010, 2012 e 2016 -, nunca tendo ficado abaixo do terceiro lugar, enquanto Portugal detém os inéditos títulos europeu e mundial (2018 e 2021).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de