Portugal é "muito forte". Adversários no Euro2020 "vão desejar que estejamos fora o mais rápido possível"

João Félix garante que os adversários "vão desejar a eliminação" do campeão em título "o mais rápido possível".

O avançado João Félix disse esta sexta-feira que todas as seleções do Euro2020 de futebol sabem que Portugal "é muito forte" e que, por isso, "vão desejar a eliminação" do campeão em título "o mais rápido possível".

"Todas as seleções sabem que somos muito fortes e, claro, vão desejar que estejamos fora [da prova] o mais rápido possível, mas vamos jogar o nosso futebol", manifestou João Félix, em conferência de imprensa, antes de a equipa das 'quinas' iniciar o segundo treino de preparação, na Cidade do Futebol, Oeiras, com vista à participação no torneio.

A responsabilidade de defender o título conquistado em 2016, em França, está "acima de tudo", pelo que Portugal deve encarar a prova "sem medos de conquistar novamente", ainda que partindo como "candidato".

O antigo jogador do Benfica, que recentemente se sagrou campeão pelos espanhóis do Atlético de Madrid, foi várias vezes criticado ao longo da época pelas suas exibições, algo a que já está "habituado".

"Como 'apareci' relativamente cedo, desde o início que começou assim e fui-me habituando. Já me é indiferente, mas claro que as ouço. Fico com as que acho que são construtivas, as outras nem ligo", assegurou.

Questionado sobre o talento que lhe é reconhecido, o avançado, de 21 anos, não tem dúvidas de que "continua" dentro de si e "só tem tendência a evoluir".

"Sei perfeitamente o que jogo, o que consigo fazer e do que sou capaz. Cabe às pessoas verem. As coisas acabam por surgir naturalmente no campo, nos treinos e nos jogos. Acho que o talento continua e só tem tendência a evoluir", esclareceu.

Durante uma conferência em que se falou bastante do seu clube, João Félix confessou que está "feliz" em Madrid, onde sentiu "uma sensação diferente", ao tornar-se campeão espanhol.

Por fim, abordou o alegado interesse de equipas europeias em Pedro Gonçalves e Nuno Mendes, também campeões nacionais, mas pelo Sporting.

"O 'Pote' [Pedro Gonçalves] e o Nuno Mendes atravessam um grande momento, foram campeões e fizeram uma grande época. É normal que estejam as ser cobiçados, mas não os vai afetar. Também depende da forma como lidam com isso", concluiu.

Tendo em conta o regime livre definido pelo selecionador até 8 de junho, os atletas terão apenas a obrigação de se apresentar durante os treinos, na Cidade do Futebol, tendo total liberdade antes e depois dos trabalhos da seleção nacional.

Portugal, que é o detentor do troféu, integra o Grupo F do Euro2020, juntamente com Hungria, Alemanha e França, tendo estreia marcada na competição para 15 de junho, diante dos húngaros, em Budapeste, antes de defrontar os germânicos, em 19, em Munique, e os franceses, em 23, novamente na capital magiar.

Até à partida para Budapeste, marcada para 10 de junho, a seleção nacional vai realizar dois encontros de preparação, com a Espanha, em Madrid, em 4 de junho, e com Israel, cinco dias depois, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de