Presidente da AG do FC Porto lamenta não serem permitidas mais pessoas no camarote presidencial

Lourenço Pinto revela que o segredo da conquista do campeonato dos dragões é a liderança de Pinto da Costa.

O presidente da Mesa da Assembleia Geral do FC Porto lamenta não serem permitadas mais pessoas na tribuna presidencial do Estádio do Dragão no jogo do título. Em entrevista à TSF, Lourenço Pinto manifesta alguma indignação e pede sensibilidade às autoridades de saúde.

"É óbvio que há que ter todos os cuidados de saúde e assim deve ser. Mas também não deixa de ser claramente óbvio, que num camarote onde cabem mais de 200 pessoas, que é um espaço alargado e ventilado, apenas posso ter um conjunto máximo de 10 pessoas: cinco para o clube visitado, cinco para os visitantes. Embora respeitando seriamente as decisões das autoridades sanitárias, parece-me que é uma questão a rever em grandes espaços, sem que isto coloque em causa a saúde pública", defende o dirigente portista.

Nesta entrevista à TSF, Lourenço Pinto deixa rasgados elogios à estrutura do FC Porto, sobretudo a Pinto da Costa e a Sérgio Conceição: "Os êxitos das grandes instituições repercutem-se muito na liderança. Se realmente o presidente teve um papel extraordinário, temos também que considerar o papel do treinador manifestamente grande, porque conseguiu aglutinar à sua volta um conjunto de jogadores dedicados e esforçados que deram corpo e alma àquilo que se propuseram vender, isto é, conquistar um título tão desejado numa altura difícil."

Depois de conquistar o campeonato, os dragões viram-se para a Taça de Portugal, mas ainda têm dois jogos da Liga pela frente. O presidente da Mesa da Assembleia Geral do FC Porto, não tem dúvidas que a equipa vai manter a mesma postura: "Tenho a consciência absoluta que o FC Porto vai dedicar-se nestes dois jogos com a mesma vontade, com a mesma alma, com a mesma força como se ainda não tivesse conquistado o título. É natural que, por vezes, levante-se um pouco 'o pé do acelerador'. Mas neste caso não se verifica", garante Lourenço Pinto.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de