Quando a Supertaça era jogada a duas mãos. As recordações de Rui Águas e Paulinho Cascavel

A TSF juntou os dois antigos avançados para recordarem a penúltima Supertaça jogada entre Benfica e Sporting.

Passaram 32 anos. Aconteceu em 1987. A Supertaça ainda era jogada a duas mãos. A primeira aconteceu no início de Dezembro, dia 6, no "velhinho" estádio da Luz. O Sporting venceu por 3-0 com golos de Edmundo (na p.b) Silvinho e Paulinho Cascavel.

Cascavel clebrou, de resto, o único título com a camisola dos leões: "Lembro-me que foi especial por ser a única conquista individual e colectiva pelo Sporting. Recordo que a expectativa era grande por ser o primeiro troféu da época e nós vencemos os dois jogos (primeira e segunda mão). O primeiro jogo tinha uma dificuldade maior por ser no Estádio da Luz, mas as coisas correram bem e o Sporting fez uma grande exibição".

Na segunda-mão, em Alvalade, o Benfica foi atrás do prejuízo mas voltou a perder. 1-0 foi o resultado com golo da autoria de Silvinho Mazinho. Rui Águias também marcou, mas foi anulado.

"O Sporting estava em vantagem, vinda da segunda mão, e eu fiz um golo que nos podia fazer acreditar. Cabeceei para a baliza, mas o Diamantino tocou na bola antes de entrar e o árbitro invalidou por fora-de-jogo. Fiquei fulo! Fiquei fulo da vida, na altura", recorda com boa disposição o antigo avançado dos encarnados, em entrevista à TSF.

Rui Águas e Paulinho Cascavel tinham 28 anos. Agora têm 59. E hoje não têm dúvidas. Para o jogo de mais logo no Estádio do Algarve, Benfica está melhor.

"O Benfica é uma equipa mais estabilizada, mais confiante, tem feito uma pré-época mais regular e tem a equipa praticamente definida, ao contrário do Sporting", sublinha Águas.

Paulinho Cascavel também dá o favoritismo ao rival apesar de acreditar que a equipa de Alvalade também possa vencer: "o Benfica tem feito uma pré-temporada muito boa, apesar de jogos difíceis, mas eu acredito que, por se tratar de um clássico, que o Sporting possa vencer. Às vezes ganha quem está menos bem e os jogadores motivam-se muito. Espero bem que o Sporting tenha sorte porque é importante um Sporting forte para o futebol português. E isso não tem acontecido. O Sporting, infelizmente, a esta altura, está muito longe do Benfica e do FC Porto".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de