Quénia fica com ouro e prata nos 800 metros masculinos

Emmanuel Kipkurui Korir é o campeão e Ferguson Cheruiyot Rotich o segundo, de uma final relativamente lenta.

O Quénia, que até agora vinha a desiludir no atletismo nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, teve esta quarta-feira o seu primeiro grande momento, ao assegurar ouro e prata nos 800 metros, corridos de forma muito tática.

Emmanuel Kipkurui Korir (1.45,06 minutos) é o campeão e Ferguson Cheruiyot Rotich (1.45,23) o segundo, de uma final relativamente lenta, em que o antigo barreirista polaco Patryk Dobek (1.45,39) ficou com a medalha de bronze.

A final representou na perfeição a renovação a nível de principais figuras nos 800 metros, já que nenhum dos três medalhados tinha alguma vez conseguido uma medalha, em grandes competições.

MAIS SOBRE TÓQUIO 2020

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de