Rescisões após ataque: FIFA dá razão a Rafael Leão e Rúben Ribeiro

As rescisões de contrato de Rafael Leão e Rúben Ribeiro são as únicas que continuam por resolver.

A FIFA negou os pedidos de compensação apresentados pelo Sporting nos processos contra os futebolistas Rafael Leão e Rúben Ribeiro, que deixaram o clube após o ataque à Academia de Alcochete, anunciou esta quarta-feira a SAD 'verde e branca'.

"No caso do Rafael Leão, a FIFA declara que o pedido da Sporting CP, SAD é inadmissível, mas não aprecia o mérito", lê-se num comunicado publicado no sítio oficial do Sporting.

Já no caso de Rúben Ribeiro, a FIFA "aceita apreciar o mérito e considera que o jogador teve justa causa para resolver o contrato, mas não atribui a nenhuma das partes o direito a receber qualquer compensação", acrescentou o clube 'leonino', destacando que "não são ainda conhecidos os fundamentos das decisões".

A Sporting SAD informou ainda que "já solicitou os fundamentos de cada uma das decisões para os analisar aprofundadamente e preparar os competentes recursos para o CAS", isto é, para o Tribunal Arbitral do Desporto, com sede em Lausana, Suíça.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de