Resultado do 'clássico' "é o menos importante" para o Sporting

A equipa de Alvalade está de atenções viradas para o jogo com o Arouca. Jorge Jesus admite o seu desconhecimento em relação ao adversário, face à recente mudança de treinador no adversário.

O treinador do Sporting, Jorge Jesus, relativizou este sábado o peso do 'clássico' Benfica-FC Porto, da 27ª jornada da I Liga de futebol, nas aspirações dos 'leões' e refutou uma equipa mais moralizada por poder aproximar-se dos rivais.

Num dia dominado pelas emoções do jogo entre os dois primeiros classificados no campeonato, separados por um ponto e com um impacto potencialmente decisivo no título, o técnico 'leonino' assumiu ainda não estar habituado a correr por fora na discussão da Liga.

"Aquilo que queremos é estar mais perto das equipas que estão à nossa frente. (...) Normalmente sou eu que estou a discutir os primeiros lugares e o resultado para mim é o menos importante. Qualquer resultado que possa acontecer não vai beneficiar diretamente o Sporting", afirmou Jesus, na conferência de imprensa de antevisão ao Arouca-Sporting que se realiza este domingo.

A uma distância de nove e dez pontos dos dois rivais, o treinador do clube de Alvalade descartou o tónico psicológico que uma eventual aproximação a Benfica e FC Porto possa ter na sua equipa, quando ficarão a faltar ainda sete jornadas para o fim da competição.

"O Sporting ganhando ao Arouca sai sempre mais moralizado quando ganha. Agora, por ficar mais perto dos nossos rivais não. Estou habituado a estar lá e a disputar o primeiro lugar. É isso que me importa neste momento", acrescentou.

Sobre uma hipotética redefinição dos objetivos além do terceiro lugar da I Liga, Jorge Jesus preferiu não se alongar e apontou somente ao triunfo sobre o Arouca. O treinador admitiu o seu desconhecimento em relação às ideias da equipa do Arouca, face à recente mudança de treinador no adversário.

Os arouquenses irão jogar pela primeira vez sob o comando de Jorge Leitão, que orientava a equipa de juniores e assumiu interinamente a equipa na sequência da demissão de Manuel Machado. Perante essa situação, o técnico leonino alertou que a sua formação tem de se exibir a um "nível superior" para conquistar mais três pontos.

"Não sei o que pode acontecer com a equipa do Arouca, mas sei que tem jogadores de qualidade e que o Sporting tem de continuar a jogar a um nível superior ao Arouca para sair de lá com mais uma vitória. Faltam oito jornadas e a prioridade são as ideias do Sporting para o jogo de amanhã com o Arouca. Sabemos pouco do adversário", disse o técnico 'leonino'.

Jorge Jesus lembrou que o adversário está numa classificação ainda algo perigosa na luta pela manutenção, mas que os seus jogadores querem manter o ciclo vitorioso das últimas partidas: "O Sporting joga, independentemente da classificação, sempre para a vitória".

Os recentes castigos aplicados pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol a Bruno de Carvalho e Octávio Machado também não passaram ao lado do treinador do Sporting, que vincou a "razão" das palavras do presidente e do diretor do clube.

"São duas pessoas com grande responsabilidade no quadro do futebol do Sporting. Estamos sempre em sintonia e quando temos razão, como foram questões factuais, as decisões que os órgãos tiveram serão motivo de análise do Sporting. Compete as situações caminharem por um caminho de defesa do presidente e do Octávio", frisou.

O Sporting, terceiro classificado da I Liga, com 54 pontos em 26 jogos, visita este domingo, às 18:00, o Arouca, 14.º, com 27 pontos, num jogo agendado para o Estádio Municipal de Arouca e com arbitragem de Luís Godinho (Associação de Futebol de Évora).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de