Reviravolta do Benfica em Vila do Conde a jogar contra nove

Weigl marcou de cabeça, perto dos 90 minutos, e deixou os encarnados a respirar de alívio. Veja os golos.

O Benfica venceu (1-2), esta quarta-feira, o Rio Ave, em Vila do Conde. Taremi inaugurou o marcador a favor da equipa da casa, aos 27 minutos, e as águias só chegaram ao empate na segunda parte, aos 64, por intermédio de Seferovic. Aos 87 minutos, Weigl marcou de cabeça e deixou o Benfica a respirar de alívio.

Começa o jogo em Vila do Conde, com o Benfica a jogar a favor do vento! A primeira falta do jogo surge aos dois minutos de jogo, com Filipe Augusto a travar Rafa. O árbitro Luís Godinho deixa o aviso ao jogador do Rio Ave.

Aos quatro minutos, a bola passou à frente de Dyego Sousa, já dentro da grande área do Rio Ave. O jogador do Benfica tocou no esférico que sobrou para Rafa, mas não conseguiu desviar para o fundo da baliza de Kieszek. O lance resultou em canto para os encarnados.

Uma falta sobre Pizzi no limite da grande área do Rio Ave, aos 13 minutos, resulta num livre perigoso para o Benfica. Chamado a converter, o capitão das águias atira contra Dyego Sousa, que estava junto à barreira. Num segundo remate, a bola sai para canto.

Aos 15 minutos, Dyego Sousa remata forte mas ao lado da baliza de Kieszek. Dez minutos depois, na sequência de um livre marcado por Aderllan Santos, Taremi cabeceia para o fundo da baliza dos vilacondenses e inaugura o marcador. Os jogadores do Benfica ficam a reclamar junto do árbitro uma possível posição irregular, mas o golo é validado.

Uma vez mais, o Benfica a aliviar a bola mal e o Rio Ave, por intermédio de Taremi, a criar muito perigo num lance que acaba em canto. Aos 38 minutos, os vilacondenses têm mais um grande momento ofensivo, que cria grande perigo para a baliza de Vlachodimos. O lance acaba em canto.

Aos 41 minutos, Rafa coloca a bola no fundo da baliza de Kieszek e empata o jogo. A equipa do Rio Ave reclama por posição irregular do jogador do Benfica e o lance acaba por ser analisado pelo videoárbitro. Muita ansiedade no banco do Benfica. Do lado do Rio Ave, os jogadores vilacondenses estão confiantes de que o tento será anulado. Luís Godinho vai ver as imagens e invalida o golo.

Intervalo em Vila do Conde. Seferovic entra para o lugar de Dyego Sousa antes de ser dado o pontapé de saída para a segunda parte.

Recomeça o jogo em Vila do Conde.

Acabado de entrar e depois de um livre muito bem batido por Pizzi, Seferovic, aos 48 minutos, cabeceia em cheio para a barra da baliza de Kieszek. Foi uma grande oportunidade para o Benfica que acabou num canto.

Matheus Reis empurra Rúben Dias e o Benfica conquista um livre ainda longe da baliza, mas em posição perigosa. As águias acabam por não criar qualquer perigo. Aos 56 minutos, Nuno Tavares sofre falta de Diogo Figueiras. O banco do Benfica pede cartão, mas o árbitro nada mostra. Pizzi é chamado para marcar o livre, há confusão na área do Rio Ave e Rúben Dias pede penálti por mão de um adversário. O videoárbitro analisa o lance e nada assinala.

Aos 61 minutos, nova alteração no Benfica. Entra Carlos Vinícius para o lugar de Taarabt. Um minuto depois, Al Musrati vê o segundo cartão amarelo e, por isso, abandona o jogo mais cedo. O Rio Ave fica reduzido a dez jogadores.

Três minutos depois, Seferovic empata. Gabriel abriu para Nuno Tavares e o lateral tirou o cruzamento perfeito para Seferovic, que não falhou O árbitro tem dúvidas no lance, que terá de ser analisado pelo videoárbitro. O golo acaba por ser validado. Está feito o empate em Vila do Conde.

Aos 71 minutos, Nuno Santos tem uma entrada completamente falhada e acaba por acertar em Pizzi, fazendo falta. É punido com um cartão amarelo. O árbitro pede ajuda ao VAR para analisar o lance. Nuno Santos acaba expulso. O Rio Ave fica reduzido a nove jogadores.

Oito minutos depois, Diogo Figueira também vê cartão amarelo por falta sobre um adversário. No Benfica, mais uma mexida na equipa: entra Chiquinho para o lugar de Gabriel. Aos 81 minutos, um bom cruzamento de Chiquinho coloca a bola na cabeça de Carlos Vinícius, que não consegue bater Kieszek.

Aos 82 minutos, substituição no Rio Ave. Sai Diogo Figueiras para a entrada de Nélson Monte. Cinco minutos depois, Weigl marca e coloca as águias em vantagem pela primeira vez e faz o resultado final do jogo.

O árbitro dá quatro minutos de compensação e Bruno Lage faz duas alterações na equipa. Samaris entra para o lugar de Rafa e Pizzi sai para dar lugar a Jota.

Onze do Benfica: Vlachodimos, Tomás Tavares, Ruben Dias, Ferro, Nuno Tavares, Weigl, Gabriel, Pizzi, Rafa, Taarabt e Dyego Sousa.

Onze do Rio Ave: Kieszek, Diogo Figueiras, Borevković, Aderllan Santos, Matheus Reis, Al Musrati, Filipe Augusto, Piazon, Diego Lopes, Nuno Santos; Taremi.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de