FC Porto garante milhões da Champions e deixa Rio Ave em risco de descida

Veja os golos. Dragões vão disputar a fase de grupos da liga milionária, Rio Ave entra na última jornada a lutar pela permanência na Primeira Liga.

Está encontrado o dono da segunda vaga portuguesa na fase de grupos da Champions: o FC Porto. Os dragões venceram, este sábado, o Rio Ave por 3-0 com golos de Toni Martínez, Luis Díaz e Sérgio Oliveira e, além de garantirem o segundo lugar do campeonato, deixaram também os vilacondenses em risco de descerem à Segunda Liga.

A equipa treinada por Miguel Cardoso soma 31 pontos, os mesmos que o Farense e mais seis do que o Nacional - adversário na derradeira jornada -, mas menos dois do que o Boavista, e ocupa a 16.ª posição, que dá acesso ao play-off disputado com o terceiro classificado da Segunda Liga. Já o FC Porto garante mais de 40 milhões de euros para a próxima época.

Sem medo de ir atrás dos pontos de que tanto precisam, os vilacondenses lançaram-se no ataque desde cedo e, sobretudo, por intermédio dos três homens da frente: Gelson Dala, Rafael Camacho e, em especial, Carlos Mané não se inibiam de disparar em direção à baliza de Marchesín.

Mas o FC Porto também não ia a Vila do Conde para adiar a entrada na Champions e, sobretudo por intermédio de Taremi, criou perigo. Ainda assim, faltava acerto ao FC Porto que, aos 24 minutos, já tinha feito quatro remates, mas nenhum deles tinha saído enquadrado com a baliza. Essa mesma estatística acabaria por mudar no minuto seguinte quando, novamente Taremi, atirou à trave da baliza de uma zona em que quase não tinha ângulo de remate.

O Rio Ave acabaria por responder depois de um período de pressão muito alta quando, aos 37', Gelson Dala sentou Pepe no interior da grande área do FC Porto e enviou a bola para a frente da baliza, onde Carlos Mané falhou a emenda por centímetros. A importância de marcar era tal que, um pouco por todo o campo, os colegas de equipa acabariam por ajoelhar-se, incrédulos.

E porque um azar nunca vem só, Camacho sairia lesionado pouco depois. Entrou Gabrielzinho para o seu lugar e, pouco depois, chegaria o intervalo com o 0-0 no marcador.

E, se na primeira parte, tinha faltado ao FC Porto um caminho eficaz para a baliza de Kieszek, João Mário encontrou-o aos 56 minutos. Subiu pelo corredor direito, tirou Pedro Amaral do caminho e encontrou Toni Martínez e desmarcar-se no interior da grande área. O espanhol rodou, rematou e marcou.

Depois, foi só seguir o caminho que já estava aberto. Aos 58', Luis Díaz trabalhou bem sobre a esquerda depois de um passe de Taremi e rematou para o fundo da baliza.

A precisar de ir atrás dos pontos, Miguel Cardoso abdicou de Tarantini e Nélson Monte para as entradas de Guga e Júnior Brandão. No FC Porto, Sérgio Oliveira preparava-se para ir a jogo no lugar de Taremi. E mal precisou de aquecer.

Deu a bola a Otávio, o brasileiro entregou a Luis Díaz e o colombiano voltou a encontrar Sérgio Oliveira que, à entrada da grande área, rodou, rematou ao poste e viu a bola entrar na baliza.

Ainda na corrida pelos pontos, Miguel Cardoso não tirou o pé do acelerador e, apesar de ter abdicado de Mané e Dala, lançou Meshino e Anderson. No FC Porto, Otávio saiu com queixas para a entrada de Nanu. João Mário passava a jogar mais subido no terreno.

Conceição aproveitava a vantagem confortável para promover um regresso de peso: o de Iván Marcano, que entrou em campo acompanhado por Felipe Anderson. Saíam Grujic e Martínez, lesionado.

O FC Porto terminava o jogo com três defesas centrais: Diogo Leite sobre a esquerda, Pepe sobre a direita e Marcano no centro. Para Uribe, o campeonato acabou hoje, já que viu amarelo e falha o próximo jogo.

Onze do Rio Ave: Kieszek, Borevkovic, Santos, Nélson Monte, Ivo Pinto, Pedro Amaral, Tarantini, Filipe Augusto, Carlos Mané, Rafael Camacho e Gelson Dala

Onze do FC Porto: Marchesín, Manafá, Pepe, Diogo Leite, João Mário, Grujic, Uribe, Otávio, Luis Díaz, Taremi e Toni Martínez

O jogo foi arbitrado por Rui Costa, assistido por Nuno Manso, João Bessa Silva. No VAR esteve Vasco Santos.

Suplentes do Rio Ave: Leo Vieira, Júnior Brandão, Anderson, Geraldes, Guga, Costinha, Sávio, Meshino e Gabriel Souza

Suplentes do FC Porto: Diogo Costa, Marcano, Romário Baró, Sérgio Oliveira, Felipe Anderson, Evanílson, Nanu, Fábio Vieira e Francisco Conceição

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de