Ronaldo, Messi e Van Dijk. Eis os candidatos ao The Best

Na época passada, o prémio foi entregue ao médio croata do Real Madrid, Luka Modric.

O internacional português Cristiano Ronaldo, da Juventus, está, uma vez mais, nos três finalistas ao prémio 'The Best', troféu da FIFA que desde 2016 designa o melhor futebolista da época.

O prémio 'The Best', detido pelo croata Luka Modric (Real Madrid), veio substituir o antigo troféu Jogador do ano da FIFA, criado em 1991 e que a partir de 2010 e até 2015 foi atribuído em conjunto com a Bola de Ouro da revista France Football.

Cristiano Ronaldo concorre ao The Best de 2019 com o argentino Lionel Messi e com o holandês Virgil van Dijk, campeão europeu e defesa do Liverpool que já foi distinguido na quinta-feira com o prémio de jogador da UEFA 2018/19.

Curiosamente, o defesa central, também jogador do ano em Inglaterra, superou Lionel Messi (FC Barcelona) e Cristiano Ronaldo, segundo e terceiro, respetivamente.

No 'The Best', Cristiano Ronaldo venceu as edições de 2016 e 2017, depois de já ter vencido o prémio de jogador do ano da FIFA em 2008, e na atribuição em conjunto com a Bola de Ouro em 2013 e 2014.

Os vencedores nas várias categorias, que incluem candidatas às melhores futebolistas, aos melhores guarda-redes e aos melhores treinadores, serão conhecidos em 23 de setembro no Teatro alla Scala, em Milão.

O 'trio' de candidatas femininas inclui as campeãs mundiais Megan Rapinoe e Alex Morgan, e a lateral inglesa, de ascendência portuguesa, Lucy Bronze, numa lista que tem também as treinadoras finalistas do mundial, Jill Ellis (Estados Unidos), e Sarina Wiegman (Holanda), juntamente com Phil Neville (Inglaterra).

Nos treinadores no futebol masculino, concorrem Pep Guardiola, que ganhou todas as provas em Inglaterra pelo Manchester City, Maurício Pocchetino, vice-campeão europeu com o Tottenham, e Jürgen Klopp, campeão europeu com o Liverpool.

Alisson Becker (Liverpool), o ex-benfiquista Ederson (Manchester City) e Marc-André ter Stegen (FC Barcelona) concorrem a melhor guarda-redes, posição em que, em femininos, tem como candidatas Christiane Endler (Paris Saint-Germain), Hedvig Lindahl (Chelsea/Wolfsburgo) e Sari van Veenendaal (Arsenal/Atlético Madrid).

Messi (com um golo diante do Bétis em 17 de março), o húngaro Dániel Zsóri (Debrecen) e o colombiano Juan Quintero (River Plate) concorrem ao prémio Púskas, que distingue o melhor golo da época.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados