Rui Gomes da Silva atira-se a Vieira: "Vive da circunstância, sem estratégia"

Candidato à presidência do Benfica deixa críticas à estrutura encarnada, sublinhando que o clube "tem um problema de gestão".

Logo após o apito final em Salónica, foram várias as vozes benfiquistas que manifestaram desagrado pela eliminação precoce da Liga dos Campeões. O candidato à presidência encarnada, Rui Gomes da Silva, usou as redes sociais para dizer que Luís Filipe Vieira "não tem condições para ir a eleições", marcadas para outubro.

Em declarações à TSF, o ex-dirigente encarnado deixa críticas à direção do clube. "Depois de gastarmos não sei quantos milhões, de termos tido aquela novela Cavani, de termos tido aquelas coisas todas, depois de ter ido de jato buscar Jesus. Se pudesse, amanhã ia buscar o Abel e o Zivkovic, porque vive no momento, sem nenhuma estrutura, sem nenhuma estratégia, vive da oportunidade e do oportunismo. Vive da circunstância", critica Rui Gomes da Silva, numa referência ao presidente encarnado.

Sobre a derrota na Grécia, o candidato à presidência das águias classifica-a como "inesperada" face à diferença de orçamentos entre Benfica e PAOK. "Uma coisa que ninguém esperava. Um resultado impossível face ao Orçamento do PAOK, do Benfica, face ao valor do plantel do Benfica, por último, face ao investimento do Benfica. Não tem que ver com futebol, tem que ver com gestão. Não é só um problema de equipa técnica ou jogadores, é essencialmente de estrutura, enquadramento, de liderança", disse.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de