SAD do Benfica. Comprador das ações de Luís Filipe Vieira não é José António dos Santos

Negócio de venda das ações pode atingir uma verba próxima dos seis milhões de euros.

O comprador das ações da SAD do Benfica detidas por Luís Filipe Vieira não é o empresário José António dos Santos, sabe a TSF.

Na próxima semana, a direção encarnada vai informar sobre a decisão de exercer ou não o direito de preferência que foi concedido por Luís Filipe Vieira, no ano passado, pelo lote de 730 mil ações da SAD do Benfica, num negócio que pode envolver uma verba próxima dos seis milhões de euros.

O Benfica recebeu uma comunicação do seu antigo presidente para exercer o direito de preferência sobre 3,28% das ações da SAD de que Luís Filipe Vieira é proprietário, na sequência de uma proposta de venda no valor de 7,80 euros por cada um dos 753.615 títulos, correspondendo a um valor global de quase 5,9 milhões de euros (5.878.197 euros).

Na última quarta-feira, as ações do Benfica valorizaram 15%, depois das notícias sobre a intenção de Luís Filipe Vieira. Nessa manhã, ultrapassaram os cinco euros.

O antigo presidente benfiquista está a vender as ações a um comprador não revelado, fora da bolsa, por um preço acima das atuais cotações e até do preço de compra.

Antes das eleições do ano passado, já com o negócio da OPA a ser falado, Luís Filipe Vieira atribuiu ao Benfica esse direito de preferência.

A decisão cabe agora à direção liderada por Rui Costa, e terá de ser tomada até dois dias antes da próxima assembleia geral do clube. O Benfica tem eleições marcadas para daqui a um mês, a 9 de outubro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de