Pedro Gonçalves convocado para o Euro 2020. Conheça os eleitos de Fernando Santos

Portugal começa a defender o título em Budapeste. Na fase de grupos, seleção defronta a Hungria, França e Alemanha.

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, anunciou a lista de 26 convocados para a fase final do Euro 2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia da Covid-19.

Pedro Gonçalves é a grande surpresa na convocatória para o campeonato da Europa, em que Portugal irá defender o título conquistado em 2016. O médio do Sporting faz parte do lote de 26 jogadores chamados pelo selecionador Fernando Santos.

Questionado sobre a presença do médio, campeão do Sporting e melhor marcador da I Liga, o selecionador nacional garante que o jogador pode ajudar Portugal a atingir os objetivos.

"Acho que pode dar a Portugal aquilo que deu ao Sporting durante a época. Não o tendo visto em contexto de seleção, tenho todas as informações mais do que necessárias", justificou o selecionador.

Fernando Santos enaltece a conquista em 2016 e assume que Portugal vai a jogo para revalidar o título. "É fundamental o apoio dos portugueses, a nossa determinação e o valor desta equipa em que eu confio muito. O que nos leva é ter o mesmo compromisso que tivemos em 2016: quando ninguém esperava, nós assumimos como candidatos à conquista do título e vamos lá para isso", sublinhou.

Mais tarde, perante a insistência dos jornalistas, Fernando Santos reforço que tem "a firme convicação que esta equipa", no seu todo, acredita que é possível voltar a lutar pela conquista do título", mostrando a confiança nas escolhas que terão essa missão díficil, mas não impossível.

William Carvalho "pode trazer algumas coisas importantes" para fazer a seleção crescer pelo que, numa convocatória de 26 jogadores, "faz sentido continuar a apostar" no jogador, referiu.

O médio português fez apenas oito jogos nos últimos três meses e, apesar de reconhecer que tinha alternativas, Fernando Santos defende que "há coisas que só o William tem". Em Portugal, reforça, "não temos nenhum jogador com as suas características".

A convocatória "não foi fácil" para Fernando Santos, que se diz "apologista dos 23" pelas possibilidades de gestão e porque "todos podem estar no banco". Assim, terá de "deixar três jogadores de fora sempre", algo que diz ser próprio "de uma gestão de clube". O mais difícil pelos treinadores é "ter sempre o grupo com motivação em alta", pelo que o selecionador vê a escolha de jogadores para cada jogo como um desafio "para todos os selecionadores".

"Tinha mais 7, 8 ou 9 para irem, portanto se só levasse 23 tinha mais 10, 11 ou 12", explica Fernando Santos, revelando que começou por escolher "os 23 que levaria", optando depois por três jogadores "que podem ser úteis". Itália "leva 30 jogadores para estágio", assinalou.

Questionado sobre a quantidade de campeões europeus na convocatória - onze, número que surpreendeu Fernando Santos, que acabou por dizer "nem sabia que eram tantos" -, o selecionador nacional refere que muitos deles "estão na maturidade absoluta". Quanto aos que são mais velhos, "desses não se abdica", como os casos de Ronaldo ou Moutinho.

Sobre o regresso de Benzema à seleção francesa, o treinador da equipa portuguesa vê-o como "uma boa notícia", até porque quer sempre "jogar contra os melhores".

Já sobre se Cristiano Ronaldo ainda estará presente no próximo Europeu, Fernando Santos refere que "é uma máquina" e recorda que jogou com Torres no Estoril quando este tinha 42 anos. Para já, o selecionador nacional não tem grandes dúvidas de que o capitão da seleção portuguesa estará presente no próximo Mundial.

A seleção nacional concentra-se no dia 27 de maio. A fase final do Euro2020 realiza-se de 11 de junho a 11 de julho, em 11 cidades europeias, e Portugal integra o Grupo F, defrontando sucessivamente Hungria (15 de junho, em Budapeste), Alemanha (19, em Munique) e França (23, em Budapeste).

O lema da equipa nacional para a competição é "Vamos todos, vamos com tudo". São estes os convocados:

Guarda-redes:

Rui Patrício (Wolverhampton)
Anthony Lopes (Lyon)
Rui Silva (Granada)

Defesas

Pepe (FC Porto)
Rúben Dias (Manchester City)
João Cancelo (Manchester City)
Nelson Semedo (Wolverhampton)
José Fonte (Lille)
Nuno Mendes (Sporting)
Raphael Guerreiro (Borussia Dortmund)

Médios

João Moutinho (Wolverhampton)
Danilo Pereira (PSG)
João Palhinha (Sporting)
Bruno Fernandes (Manchester United)
Ruben Neves (Wolverhampton)
Renato Sanches (Lille)
Sérgio Oliveira (FC Porto)
William Carvalho (Real Betis)
Pedro Gonçalves (Sporting)

Avançados

Cristiano Ronaldo (Juventus)
João Félix (Atletico Madrid)
Bernardo Silva (Manchester City)
André Silva (Eintracht Frankfurt)
Diogo Jota (Liverpool)
Gonçalo Guedes (Valencia)
Rafa Silva (Benfica)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de