Ainda não é desta. Ao primeiro jogo, FC Porto despede-se da Taça da Liga

Equipa insular aproveitou os erros defensivos dos dragões e está na final four da competição. Veja os golos.

O FC Porto perdeu esta terça-feira nos Açores no reduto do Santa Clara (3-1) e está fora da Taça da Liga.

Na estreia na competição, Sérgio Conceição deu a titularidade a alguns dos jogadores menos utilizados, como Bruno Costa e Pepê. No onze inicial, os dragões alinhavam num 4-2-3-1, com Toni Martínez como peça mais avançada do ataque portista.

O FC Porto começou o jogo no ataque e, logo aos três minutos, surgiu uma excelente oportunidade para Fábio Vieira inaugurar o marcador. Nanu ganhou a linha pelo flanco direito e o jovem portista, na marca de penálti, atirou por cima.

Mas foi o Santa Clara a primeira equipa a mexer as redes. Aos 17 minutos, canto do lado esquerdo do ataque da equipa insular e Chindris cabeceou para o fundo da baliza de Marchesín.

Em Ponta Delgada, os adeptos do Santa Clara faziam a festas nas bancadas com a vantagem no marcador. Sérgio Conceição estava apreensivo no banco e viu um lance que podia levar perigo para a baliza de Ricardo Fernandes a ser desaproveitado por Fábio Vieira.

Apesar do domínio da posse de bola, os dragões estavam com muitas dificuldades em conseguir ultrapassar a barreira defensiva da formação dos Açores. À medida que o intervalo se aproximava, o FC Porto aumentou a pressão sobre o adversário junto à área e, aos 38 minutos, Fábio Vieira quis surpreender o guardião Ricardo Fernandes, num remate na sequência de um livre direto. O "keeper" sacudiu para canto.

Logo a seguir, Pepê teve espaço em zona frontal e ensaiou a meia distância, mas o remate esbarrou nos centrais do Santa Clara. Mas os dragões foram para o descanso mesmo em desvantagem.

Para a segunda parte, Sérgio Conceição fez três substituições. na equipa, lançando Sérgio Oliveira, Otávio e Luis Diaz e a equipa mostrou outra intensidade. O avançado colombiano começou logo a mostrar para o que vinha. Aos 50 minutos, esteve perto de empatar a partida, ao surgiu na cara de Ricardo Fernandes. Contudo, o remate saiu muito por cima.

O Santa Clara não se encostou e, aos 65 minutos, surpreendeu os portistas. Num lance aparentemente controlado, Manafá tenta um atraso arriscado para Marcano e a bola sobrou para Ricardinho, que na cara de Marchesín, fuzilou a baliza dos dragões, aumentando a vantagem no marcador.

Na reta final do encontro, o FC Porto, já com Evanilson e Taremi no ataque, conseguiu furar a defesa do Santa Clara e reduzir a desvantagem. Numa jogada de insistência já dentro da área, Evanilson rematou, mas a bola sobrou para o avançado iraniano Taremi, que apontou o golo que deu esperança aos dragões.

Em cima dos 90 minutos, o FC Porto tentou o "forcing" final sobre o adversário, que se limitava a defender. O Santa Clara estava a ter muitas dificuldades para conseguir travar as investidas de Luis Díaz.

Mas no sexto minuto de descontos, em contra-ataque, os insulares voltaram a aproveitar o espaço e os erros defensivos, marcando o terceiro golo, numa jogada de contra-ataque. Alan isolou-se pelo flanco direito, serviu Anderson Carvalho, que foi à linha cruzar para Nené, que num toque subtil, rematou o jogo.

Onze do Santa Clara: Ricardo Fernandes; Sagna, João Afonso, Chindris, Paulo Henrique, Nené, Hide, Mohebi, Rui Costa, Ricardinho e Luiz Phellype.

Suplentes: Rodolfo, Marco, Mansur, Allano, Anderson Carvalho, Lincoln, Jean Patric e Keyta.​​​​​

Onze do FC Porto: Marchesín; Nanu, Mbemba, Marcano, Manafá; Grujic, Bruno Costa; Corona, Fábio Vieira, Pepê e Toni Martínez.

Suplentes: Cláudio Ramos, Fábio Cardoso, Luis Díaz, Taremi, Francisco Conceição, João Mário, Otávio, Sérgio Oliveira e Evanilson.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de