Pontapé de Vitinha na monotonia dá vitória ao SC Braga sobre União de Berlim

Os bracarenses somam seis pontos no grupo ​​​​​​​D da Liga Europa.

Num jogo em que a monotonia foi constante, foi uma recarga de Vitinha que deu colorido e a vitória ao SC Braga perante o União de Berlim.

Depoir de um início pressionante dos alemães, em que somaram algumas oportunidades, a partida entrou num ritmo baixo e quase sem balizas. Até que, aos 77 minutos, surge o único golo da partida.

Artur Jorge apresentou um onze inicial com três novidades: Paulo Oliveira, Racic e Álvaro Djaló. No lado dos alemães, o português Diogo Leite, que passou pelo SC Braga na época passada, foi titular.

A primeira jogada de perigo é dos alemães. Bola na profundidade para Becker que cruza para Siebatcheu que remata ao poste, mas o lance foi invalidado por fora de jogo.

Aos 14 minutos, a mesma combinação. Becker isola Siebatcheu, mas Matheus faz a mancha e defende o remate para canto. Na conversão da bola parada, Diogo Leite cabeceia ao poste da baliza do SC Braga.

Os portugueses tentaram responder de imediato, com Djaló a tirar um adversário do caminho e a rematar, dentro da área, para um corte da defesa.

Aos 22, lançamento longo de Fabiano, a bola sobra para Ricardo Horta que remata por cima.

Depois de 20 minutos de superioridade do União de Berlim, o jogo equilibrou e o ritmo desceu. Apenas aos 40 minutos huve nova oportunidade de golo. Ricardo Horta, de longe, remata muito perto do poste de Ronnow.

Já em tempo de compensação aparece a melhor oportunidade para os bracarenses. Vitinha arranca em contra-ataque e solta para Banza que, na cara de Runnow, permitiu a defesa ao guarda-redes dinamarquês. O intervalo chega com um nulo no resultado.

A segunda parte começa com uma oportunidade para os alemães. Diogo Leite faz um grande passe pelo corredor central, Siebatcheu surge isolado, há um corte de Tormena e a bola sobra para Ryerson que remata ao lado.

Artur Jorge faz as primeiras alterações na equipa, com a saída de duas das novidades, Álvaro Djaló e Racic, e as entradas de Iuri Medeiros e André Horta.

Sem que a equipa consiga desamarrar a partida, o treinador do SC Braga volta a mexer: sai Banza e entre Abel Ruiz.

E num jogo morno e sem grandes motivos de interesse, Vítor Oliveira, mais conhecido com Vitinha, deu um pontapé na monotonia. Ricardo Horta remata de longe, Ronnow defende de forma incompleta e, na recarga, o avançado português faz o primeiro golo da partida.

Logo a seguir, nova arrancada de Vitinha, mas Runnow, desta vez, consegue defender o remate para canto.

A última alteração de Artur Jorge tira o autor do golo, Vitinha, que saiu debaixo de aplausos e entra André Castro para fechar o corredor central.

Apesar da pressão final dos alemães, a partida terminou com a vitória do SC Braga por 1-0, que soma seis pontos no grupo D da Liga Europa. No outro jogo, o Saint-Gilloise recebeu e venceu o Malmö por 3-2, partilhando a liderança com os bracarenses.

Onze do SC Braga: Matheus; Fabiano, Tormena, Paulo Oliveira, Sequeira; Álvaro Djaló, Al Musrati, Racic, Ricardo Horta; Vitinha, Banza.

Onze do União de Berlim: Ronnow; Jaeckel, Knoche, Diogo Leite; Ryerson, Schäfer, Khedira, Haberer, Puchacz; Becker, Siebatcheu

Suplentes do SC Braga: Tiago Sá, Saatçi, Rodrigo Gomes, Abel Ruiz, André Horta, Lainez, Bruno Rodrigues, Borja, Gorby, Iuri Medeiros, Dinis Pinto, Castro.

Suplentes do União de Berlim: Lennart Grill, Stein, Maciejewski, Behrens, Skarke, Giesselmann, Haraguchi, Trimmel, Kemlein, Leweling.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de