Sem festa nas ruas, portugueses na Suíça apoiam seleção nacional
Mundial 2022

Sem festa nas ruas, portugueses na Suíça apoiam seleção nacional

Bifanas e cerveja é o menu do Centro Lusitano de Zurique para o jogo desta noite, entre Portugal e a Suíça. Armindo Alves, responsável por este espaço, diz que a seleção conta com o apoio da comunidade de emigrantes portugueses na Suíça. Apesar de achar que o desempenho da equipa esta aquém do esperado, estes são sempre dias de muito entusiasmo.

"Sempre que a seleção joga é uma alegria, as nossas expectativas são altas e no mínimo queremos chegar à final. A prestação da equipa tem sido razoável, mas não boa. Podíamos fazer melhor, mas se calhar estão a guardar os trunfos para o fim. A Suíça, como sabemos no mundo do futebol, não é muito profissional, mas tem uma boa formação. Eu sempre disse que não queria a Suíça nos oitavos de final, é uma equipa difícil, o futebol é diferente e pode causar problemas."

Armindo Alves vai reunir um grupo de amigos do Centro Lusitano de Zurique e juntos vão assistir ao jogo de Portugal. "Temos doze equipas de futebol, jogadores e treinadores, vamos juntar-nos. Aqui o menu é cerveja e bifana, o meu palpite é péssimo, que perdemos por um zero, e a esperança é ganhar por um zero... Acredito na vitória, mas vamos ver."

A TSF falou também com Nuno Domingos, presidente da Associação para o Apoio da Comunidade Portuguesa. A viver há 19 anos na Suíça, diz que este Mundial está longe de despertar o entusiasmo de outros anos.

"Neste momento o desempenho não me parece ser o mesmo de outros anos. Não vejo a mesma euforia de outros anos nas ruas e nas conversas diárias. Nos outros anos havia ecrãs, quando Portugal ganhava havia festa nas ruas, bandeiras... Mas este ano, a Suíça juntou-se à França e decidiu não colocar ecrãs gigantes em sítios públicos. Este ano não se vê o fervor de outros anos."

Nuno Domingos vive na cidade de Lausanne e diz que não podia deixar de apoiar a seleção do país onde nasceu. "Vou ver o jogo em casa, com a família. Independentemente do que acontecer, não deixa de ser a nossa seleção, o nosso país e vamos apoiar mesmo ao longe."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de