Remontada argentina. Portugal falha conquista do Mundial de hóquei em patins

A seleção portuguesa esteve em vantagem por 2-0, mas os argentinos deram a volta ao resultado.

Portugal perdeu a final do Mundial de hóquei em patins para a Argentina por 4-2.

A seleção das quinas até começou melhor e abriu uma vantagem de 2-0 por Henrique Magalhães, mas Pablo Álvarez (duas vezes), Carlos Nicolía e Ezequiel Mena fizeram o resultado final.

Para chegar ao jogo decisivo, Portugal passou em primeiro num grupo com Itália, França e Chile. Nos quartos de final, a seleção venceu a Alemanha e nas meias voltou a derrubar a França.

Já os argentinos também venceram o grupo com Espanha, Angola e Moçambique, derrotando depois o Chile e a Itália na fase a eliminar.

Nota para todos os titulares e quase todos os suplentes da seleção argentina jogarem no campeonato português. Apenas o guarda-redes suplente, Valentín Grimalt, joga no Lodi, de Itália.

Portugal começou a final da melhor forma. Henrique Magalhães aproveitou uma bola servida por Hélder Nunes perto da baliza para 'stickar' para o 1-0 aos três minutos.

Aos seis, Pablo Álvarez fica isolado, tenta um primeiro remate defendido por Girão e depois introduz a bola no fundo da baliza, mas a equipa de arbitragem marca falta e diz que o argentino jogou com o patim.

Como já é habitual, o guarda-redes de Portugal, Ângelo Girão, somava defesas, algumas delas difíceis, e mantinha a baliza nacional inviolável.

No ataque, a seleção portuguesa também tinha várias oportunidades, com destaque para um remate ao poste de João Souto.

Aos 16 minutos, Henrique Magalhães mostrou que estava com o stick bem quentinho. João Souto assistiu o jogador do Sporting para o bis e o 2-0 para Portugal. É o sexto golo em seis jogos para Henrique Magalhães.

Em cima do intervalo, Pablo Álvarez surpreendeu toda a gente e rematou de ângulo apertado para o 2-1.

Já no segundo tempo, Telmo Pinto faz uma falta no meio-campo adversário que o árbitro considera merecedora de cartão azul. Na conversão do consequente livre direto, Carlos Nicolía faz o empate.

A onze minutos do final, Portugal perde a bola em zona proibida e Pablo Álvarez isola-se e bate Girão. Remontada argentina.

A menos de três minutos do final, Portugal faz a décima falta e dá nova oportunidade a Nicolía de livre direto, mas Girão defende desta vez.

Nos segundos finais da partida e sem guarda-redes, Portugal perdeu a bola e Ezequiel Mena fechou o resultado e deu o título mundial à Argentina.

Cinco de Portugal: Ângelo Girão, Henrique Magalhães, Hélder Nunes, João Rodrigues e Gonçalo Alves.

Cinco da Argentina: Conti Acevedo, Matias Platero, Gonzalo Romero, Pablo Alvarez e Lucas Ordoñez.

Suplentes de Portugal: Pedro Henriques, Diogo Rafael, Telmo Pinto, Rafa e João Souto.

Suplentes da Argentina: Valentín Grimalt, Facundo Bridge, Carlos Nicolía, Ezequiel Mena e Lucas Martínez.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de