"Significa muito para o desporto português." Selecionador de andebol explica importância do apuramento

Alfredo Quintana, o guarda-redes da seleção que morreu depois de uma paragem cardiorrespiratória, não é esquecido pela equipa.

A seleção nacional de andebol venceu a França em Montpellier, este domingo, por 29-28, com um golo de Rui Silva no último segundo do jogo, e apurou-se para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Paulo Jorge Pereira, o selecionador nacional, explica a importância deste apuramento.

"Significa muito para o desporto nacional. Já disse antes e continuo a dizer que, provavelmente, sozinhos não conseguiríamos e acabámos por todos juntos, nós e ele [Alfredo Quintana], fazer algo muito, muito importante para o desporto nacional", desabafou à TSF Paulo Jorge Pereira.

Alfredo Quintana, o guarda-redes da seleção que morreu depois de uma paragem cardiorrespiratória, não é esquecido pela equipa.

"Pouco a pouco fomos percebendo que as pessoas, também por ele, iriam tentar alinhar num registo que nos permitisse chegar ao objetivo. Já ontem tivemos a primeira possibilidade e não o conseguimos por razões mais do que conhecidas, mas hoje fizemo-lo de uma forma extraordinária, também graças a ele, obviamente", afirmou o selecionador nacional de andebol.

O treinador destaca também a atitude da equipa perante a França.

"Lidar com estas emoções todas em jogos que decidem algo muito grande é muito difícil. Temos de conseguir estar - treinadores e, sobretudo, atletas - centrados no plano de jogo, no processo, naquilo que nos pode, eventualmente, conduzir ao resultado. Temos de aprender e o que fizemos aqui hoje foi realmente soberbo", acrescentou Paulo Jorge Pereira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de