Sócios do FC Porto aprovam contas de 2021/22 e atualização da quota com maioria

O clube informa que os relatórios e contas individual e consolidado da época passada e respetivos pareceres do Conselho Fiscal e Disciplinar passaram sem votos contra, além de cinco abstenções.

Os associados do campeão nacional de futebol FC Porto aprovaram na segunda-feira em Assembleia Geral as contas da época 2021/22, que geraram um resultado líquido consolidado positivo de 20,765 milhões de euros (ME).

Através de uma nota publicada no seu sítio oficial na Internet, os 'dragões' informam que os relatórios e contas individual e consolidado da época passada e respetivos pareceres do Conselho Fiscal e Disciplinar passaram sem votos contra, além de cinco abstenções.

A sessão magna decorrida no Estádio do Dragão, no Porto, aprovou também com quatro votos contra e 15 abstenções a atualização dos valores da quota sénior para 12 euros e da júnior para quatro, bem como a anuidade dos sócios correspondentes para 30 euros.

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, explanou a necessidade de rever esse valor "pela primeira vez em mais de 11 anos", numa Assembleia Geral iniciada com um minuto de silêncio em memória do ex-avançado internacional luso Fernando Gomes, apelidado do 'bibota', que morreu no sábado, aos 66 anos, e foi sepultado no domingo.

Questionado por um sócio sobre o projeto da futura Cidade do FC Porto, um dos grandes objetivos do mandato da atual direção para o quadriénio 2020-2024, o administrador da SAD responsável pelo pelouro financeiro e vice-presidente, Fernando Gomes, observou que a infraestrutura estará localizada na Maia, sendo que "o arranque das obras só está dependente da conclusão do plano de pormenor a cargo do arquiteto Manuel Salgado".

A Mesa da Assembleia Geral, liderada por Lourenço Pinto, recebeu por unanimidade um voto de confiança, antes da intervenção final de Jorge Nuno Pinto da Costa, que admitiu "pensar no futuro trabalhando no presente" e agradeceu a "confiança e apoio sentidos".

"Temos de pensar no futuro trabalhando no presente. Temos muitas lutas à nossa frente, milhões de impostos para pagar e uma comunicação social que cada vez mais nos tenta derrubar. Continuamos concentrados à volta da nossa bandeira, mas não estamos preocupados com eleições", agregou o dirigente, que dirige os 'azuis e brancos' desde abril de 1982, tendo sido reeleito para um 15.º mandato consecutivo em junho de 2020.

Aprovadas em 17 de novembro pelos acionistas da SAD, as contas do FC Porto tinham sido reveladas em 11 de outubro, com Fernando Gomes a anunciar que os 'dragões' se preparam para sair do regime de 'fair play' financeiro da UEFA, que vigora desde 2017.

Em 2021/22, a equipa liderada por Sérgio Conceição arrebatou o 30.º título de campeão nacional e a 18.ª Taça de Portugal, mas foi afastada na fase de grupos da Taça da Liga e da Liga dos Campeões e 'caiu' para a Liga Europa, progredindo até aos oitavos de final.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de