Sousa Cintra e Jovane. "Queria uma cláusula de rescisão de 120 milhões"

O antigo presidente do Sporting renovou o contrato de Jovane Cabral. No momento da assinatura, conta Sousa Cintra, Jovane disse-lhe que queria ser melhor que Ronaldo ou Figo.

José de Sousa Cintra garante que Jovane Cabral está a confirmar aquilo que há muito prometia. O antigo presidente do Sporting recorda que renovou contrato com o jogador porque acreditava no potencial do jogador nascido em Cabo Verde, que, diz, vai valer um dia muito dinheiro ao Sporting.

"O Jovane é uma mais-valia para o Sporting. Como um exemplo para os mais jovens, mas também numa futura transação que o Sporting possa fazer, como outros clubes têm feito, como o Benfica que vendeu [João] Félix por aquela importância (...) "É um grande talento. Um grande jogador. Nunca tive dúvidas".

"Fiquei encantado com o Jovane. Quando estava a assinar a renovação de contrato com ele, eu queria por uma clausula maior, eu queria por 120 milhões. Mas os empresários não foram na conversa", recorda o antigo presidente dos leões. Sousa Cintra renovou o contrato de Jovane Cabral em 2018, estendendo o vinculo até 2023.

Figo, Ronaldo e o prémio para comprar casa

Na sala onde assinaram o novo contrato estavam imagens de Luís Figo e Cristiano Ronaldo, jogadores formados no Sporting, vencedores do Prémio Bola de Ouro. "Disse-lhe na altura assim, Olha Jovane, estás a ver aqui o Figo ou o Ronaldo, tu vais ser tão bom como eles. E ele [Jovane] respondeu-me: "Não, presidente, vou ser melhor".

Jovane Cabral aumentou o salário quando da renovação, deixando de ter um contrato equivalente ao de um jovem da formação, para um salário digno da primeira equipa, conta o antigo presidente.

"Ainda lhe dei 100 mil euros para ele ir comprar uma casa, para ele e para a mãe. Para ter condições dignas, de acordo com o pergaminhos do clube e com aquilo que o jogadores devem ter: paz, um ambiente tranquilo"

"Recentemente ouvi falar que o Sporting queria dispensa-lo ou vende-lo. Até fiquei indignado. Pensei, mas como é que é possível deixarem sair um talento como este?", explica José de Sousa Cintra.

Elogio a Rúben Amorim

Jovane Cabral tem sido aposta recorrente do novo treinador, Rúben Amorim. Em quatro jogos depois do reatar das competições, Jovane soma quatro golos. Mérito do jogador, da equipa e também do treinador, diz Sousa Cintra.

"Tem sido um exemplo forte de esperança e competência", considera o antigo presidente sobre o técnico leonino. "Temos de lhe tirar o chapéu e de o apoiar", Quem sabe, diz, se não será com Rúben Amorim que o Sporting volta a conquistar o campeonato. A ambição tem de ser sempre essa, "ser campeão", diz Sousa Cintra.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de