Sporting acaba com todos os apoios às claques

Medida do clube é tomada depois dos incidentes de sábado, no Pavilhão João Rocha.

O Sporting anunciou, este domingo, que cancelou todos os apoios às claques Juve Leo e Directivo Ultras XXI. A medida surge na sequência dos incidentes de sábado, em que a Juve Leo invadiu a central do Pavilhão João Rocha e o presidente, Frederico Varandas, teve de sair escoltado do recinto.

"O Sporting Clube de Portugal e a Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informam que, na presente data, resolveram, com efeitos imediatos, os protocolos celebrados, no passado dia 31 de junho, com a Associação Juventude Leonina e com o Directivo Ultras XXI - Associação. Esta resolução é determinada em virtude da escalada de violência que ontem culminou com tentativas de agressões físicas a dirigentes e outros adeptos do Sporting Clube de Portugal", pode ler-se no comunicado emitido pelo clube.

Condenando as ameaças, coações, injúrias e insultos, os representantes do clube avançam assim com esta medida e apelam à união dos sócios e adeptos do Sporting.

"É altura de dizer basta. É altura de tomar uma posição. E a única posição possível é a de defender o Sporting Clube de Portugal. Hoje, lamentando profundamente este desfecho, escolhemos o Sporting Clube de Portugal", acrescentou o comunicado.

A derrota frente ao Alverca, que acabou por ditar a eliminação do clube de Alvalade da Taça de Portugal frente a uma equipa do Campeonato Nacional de Seniores, intensificou a onda de contestação entre os adeptos dos leões.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados