Sporting campeão. Um golo bastou para quebrar 19 anos de jejum

Os leões bateram o Boavista com um golo de Paulinho. Veja o golo.

O Sporting venceu esta terça-feira o Boavista em Alvalade e confirmou o título de campeão nacional. Com milhares de adeptos no exterior do estádio, os leões bateram os axadrezados por 1-0, com golo de Paulinho, que ficará na história.

Com esperança na conquista do 19.ª título, Rúben Amorim já podia contar com Pedro Porro, no lado direito da defesa. O espanhol recuperou de uma lesão que o deixou de fora no último jogo.

Aos cinco minutos de jogo, eis a primeira oportunidade para a equipa leonina. Após uma recuperação de bola a meio campo, Nuno Santos encheu o pé esquerdo e atirou à base do poste da baliza axadrezada.

O Sporting iniciou o jogo com vontade de dar alegria aos adeptos. Aos 10 minutos, na sequência de um pontapé de canto, Paulinho teve espaço na área para cabecear, mas o remate saiu ao lado.

Os leões tentavam penetrar a defesa axadrezada, mas sem sucesso. Nesta fase do jogo, o Sporting sofreu uma contrariedade. Pedro Porro ressentiu-se da lesão e teve de ser substituído por João Pereira. O lateral espanhol saiu em lágrimas do relvado.

Aos 35 minutos, após várias tentativas, surgiu o primeiro golo do jogo. Nuno Santos fugiu pelo flanco esquerdo e cruzou para área, onde estava Paulinho que, à ponta de lança, apontou o golo.

O Boavista não se encolheu depois do golo de Paulinho e foi à área do Sporting criar muito perigo. Numa jogada iniciada no flanco esquerdo por Elis, a bola foi ter com Nuno Santos que, na área, rematou para uma grande defesa de Adán.

Até final da primeira parte, o placar não voltou a mexer e as equipas recolheram aos balneários. Durante o período de descanso, a polícia envolveu-se em confrontos com os adeptos que enchiam a zona exterior do estádio.

Retomado o encontro, nos minutos iniciais, o avançado Paulinho esteve perto de bisar na partida, mas levou uma nega de Léo Jardim. O guardião axadrezado fez uma defesa por instinto, adiando o bis do ponta de lança.

Depois da entrada de leão, o ritmo baixou e, a 20 minutos do final, o Sporting fez um forcing para dilatar a vantagem e confirmar a vitória e o título.

Aos 76 minutos, Pedro Gonçalves surgiu isolado na área. Na cara de Léo Jardim, atirou ao poste da baliza axadrezada. Já com Matheus Nunes em campo, foram os avançados que estiveram em evidência. Dois minutos depois do remate ao poste, foi Paulinho que, por centímetros, não conseguiu bisar na partida.

Onze do Sporting: Adán, Gonçalo Inácio, Coates e Feddal; Porro, Palhinha, João Mário e Nuno Mendes; Nuno Santos, Paulinho e Pedro Gonçalves.

Onze do Boavista: Léo, Porozo, Rami e Devenish; Cannon, Nuno Santos, Show, Seba Pérez e Hamache; Angel e Elis.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de