Um trava-línguas que não parou o Sporting. Leões vencem Basaksehir

Veja os golos da vitória leonina em Alvalade.

A Liga Europa está de volta e o Sporting recebeu-a da melhor forma, com uma vitória por 3-1 frente aos turcos do Basaksehir, com golos de Coates, Sporar e Vietto.

Alvalade não precisou sequer de três minutos para ver o primeiro golo da partida. Acuña marcou um canto a partir da direita do ataque leonino e Coates - que levou Demba Ba consigo depois de lhe trocar as voltas - apareceu ao segundo poste para finalizar.

Nem um minuto depois, os leões voltavam a ameaçar a baliza de Gunok, desta vez por Sporar.

O esloveno foi obrigado a desviar-se da baliza e descobriu Bolasie sozinho na marca da grande penalidade mas, por alguma razão, o congolês deixou a bola passar, assumindo a chamada "posição de estátua".

Não deu para marcar, mas quase deu para assistir: Bolasie descobre Jovane a fugir pela esquerda mas o jovem leão, cara a cara com Gunok, não conseguiu atirar a contar.

O jogo deixava poucas dúvidas: este era um Sporting de cara lavada. Vietto, Jovane e Bolasie teciam a teia de ataques montada por Silas, com Sporar a procurar jogar nos espaços.

Foi precisamente o esloveno quem criou grande perigo aos 26 minutos. Sporar é lançado em velocidade, atira ao poste e Jovane, em velocidade, atira de primeira para o fundo da baliza.

Ainda se festejou em Alvalade, mas o golo não contou: o esloveno estava em fora de jogo no início da jogada.

Sporar escrevia, esta quinta-feira, uma história que nada de bom lhe trazia. O esloveno, lançado de novo em velocidade e com espaço, aos 40', preferiu fintar um adversário - de forma pouco eficaz - acabando por perder o timing para o remate.

A redenção chegou ao 44': Vietto solta na direita para Ristovski cruzar e Sporar, de primeira, atirou a contar para o fundo da baliza de Gunok.

À terceira foi de vez e o intervalo chegou com um 2-0 em Alvalade, numa primeira parte em que os leões fizeram seis remates à baliza.

Os balneários não retiraram vontade ao Sporting. No reatar da partida, Bolasie encontra Vietto, que aparece solto pela esquerda e, no interior da grande área, atira com toda a calma para o fundo das redes, fazendo o 3-0.

A vantagem de três golos permitiu ao Sporting relaxar no jogo e baixar linhas, deixado que o Basaksehir se estendesse no campo. Silas optou por lançar Pedro Mendes para o lugar de Sporar, passando a confiar no contra-ataque e na capacidade física do avançado para segurar a bola.

Começou a sair cara a postura na partida aos 74'. Luís Neto carrega Demba Ba em falta e comete penálti. Visca converteu a grande penalidade e reduziu para 3-1. A opção de Silas parecia não dar resultado e o Sporting começava a ver-se obrigado a recuar no terreno.

Num dos poucos contra-ataques do último quarto de hora houve, no entanto, um raio verde de esperança: Bolasie sai em velocidade e, à entrada da grande área, atira em força e faz a bola embater na trave. Ainda antes do fim do jogo, Gonzalo Plata obrigou Gunok a voar para evitar o quarto golo leonino.

Onze do Sporting: Luís Maximiano, Ristovski, Coates, Luís Neto, Acuña, Battaglia, Wendel, Vietto, Jovane Cabral, Bolasie e Sporar

Onze do Istanbul Basaksehir: ​​​​​​Gunok, Júnior Caiçara, Ponck, Skrtel, Clichy, Visca, Tekdemir, Kahveci, Gulbrandsen, Demba Ba e Crivelli.

Suplentes do Sporting: Diogo Sousa, Tiago Ilori, Eduardo, Doumbia, Rafael Camacho, Gonzalo Plata e Pedro Mendes

Suplentes do Basaksehir: Babacan, Epureanu, Elia, Uçar, Ozcan, Azubuike e Aleksic

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de