Sporting não pode chamar Daniel Bragança de volta. Regulamento não o permite

Jogador de 20 anos está em destaque na equipa canarinha: tem três golos em nove jogos.

O Sporting mesmo se estivesse interessado em contar com Daniel Bragança para a segunda metade da temporada, não tem qualquer hipótese de reaver o jogador. E não é pela ausência de qualquer cláusula no contrato, é mesmo porque o Regulamento da Liga Portuguesa de Futebol não o permite.

De acordo com o artigo 78.º, ponto número 9, do Regulamento da Liga Portugal, a cessação do contrato de cedência só pode acontecer caso exista um "incumprimento definitivo pelo clube cessionário que leve à sua resolução com justa causa devidamente reconhecida pela entidade competente para o efeito". Os regulamentos foram aprovados recentemente pelo G15 de modo a proteger os clubes mais pequenos.

A única exceção em que um jogador pode regressar do empréstimo de forma antecipada é se não tiver "participado em pelo menos três jogos oficiais, no mínimo 45 minutos em cada jogo, pelo clube cessionário". Só nesta época, Bragança já leva sete jogos na Segunda Liga e dois na Taça de Portugal, num total de 616 minutos.

Ou seja, o Sporting, mesmo que quisesse fazer regressar o médio de 20 anos em janeiro, não pode devido às regras impostas pela Liga.

Daniel Bragança leva três golos na presente época e tem sido um dos jogadores que mais se tem destacado no onze da equipa da Linha de Cascais, que é 3.ª classificada da Segunda Liga. Portanto, nem seria do interesse do Estoril Praia perder o médio formado nos leões.

[Notícia corrigida às 12h31]

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados