Sporting sem trio de peso aponta ao triunfo na receção ao FC Porto

Rúben Amorim adiantou que não vai contar com Pedro Gonçalves, Gonçalo Inácio e Tiago Tomás.

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, revelou esta sexta-feira que não poderá contar com os futebolistas Pedro Gonçalves, Gonçalo Inácio e Tiago Tomás para a receção de sábado ao FC Porto, mas que apesar disso tem a ambição de vencer.

Rúben Amorim, que falava em conferência de imprensa de antevisão ao encontro com os 'dragões' da quinta jornada da I Liga, foi ao encontro das ideias de outros treinadores, que defendem que os jogos desta jornada deveriam ter sido adiados, fruto da participação de futebolistas nas respetivas seleções.

"Eu partilho a opinião de outros. Já o selecionador disse, na altura. Os clubes precisam dos jogadores. Os melhores vão à seleção. Este calendário não é justo, mas temos de encontrar soluções. Concordo com a opinião geral", afirmou.

Para o treinador do Sporting, o FC Porto até é, em relação ao Sporting, a equipa que mais sofreu com esta situação, embora tenha revelado que Pedro Gonçalves, Gonçalo Inácio e Tiago Tomás são baixas para a receção aos 'dragões'.

"O FC Porto saiu mais prejudicado com as viagens. O Pote [Pedro Gonçalves] não vai estar neste jogo, nem com o Ajax ou com o Estoril Praia. O Gonçalo Inácio não vai estar neste jogo, não vai estar igualmente com o Ajax, tal como Tiago Tomás. Tirando isto, estamos bem. Alguns jogadores da equipa B trabalharam connosco, também. Temos um plantel curto, mas estamos preparados para vencer o jogo", salientou.

Apesar destas ausências, nem tudo são más notícias para os campeões nacionais, já que certa será a chamada de Coates e do reforço Sarabia.

"O Coates já tem o problema de joelho desde que foi operado. É um jogador muito importante nas bolas paradas e nos cruzamentos. Acredito que ele vai querer jogar e vai jogar bem. Já o Sarabia é um jogador que se adaptou bem e será mais uma opção para amanhã [sábado]. Ele entende bem o jogo, traz-nos assistências e traz-nos golo. É um jogador de grande qualidade. É mais um excelente rapaz a juntar-se ao grupo", realçou.

Questionado sobre quem é que tem melhores condições para vencer este clássico, Rúben Amorim dividiu o favoritismo.

"Como se costuma dizer é um jogo de 50-50. Quem estiver melhor durante os 90 minutos, ganha. Se não vencermos por causa das condicionantes que já referi, não nos vamos queixar, de certeza absoluta. Não é esse o nosso estilo", concluiu.

Sporting e FC Porto, que dividem o segundo lugar da I Liga, em igualdade pontual com o Estoril Praia, defrontam-se este sábado no Estádio José Alvalade, às 20h30 horas, em jogo da quinta jornada que será arbitrado por Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de