Dois golos em meia-hora carimbam vitória do Sporting sobre o Tondela

Jovane Cabral voltou a marcar golaço de livre. Sporar converteu uma grande penalidade e deu os três pontos à equipa leonina. Veja os golos.

Dois golos na primeira meia hora de jogo bastaram ao Sporting para vencer o Tondela, em jogo da 27ª jornada. O primeiro golo surgiu aos 13 minutos por intermédio de Jovane Cabral. O jovem cabo-verdiano fez o que tinha feito no último jogo: um golaço de livre direto, marcando o seu terceiro golo no campeonato.

O ritmo e a dinâmica do Sporting surpreenderam o Tondela, que viu o árbitro apontar para a marca de penálti aos 28 anos após uma mão na bola. O avançado Sporar foi chamado a converter e executou a grande penalidade de forma exemplar, aumentando a vantagem.

Em caso de vitória, o Sporting isolava-se no terceiro lugar, colocando pressão no Sporting de Braga. Para este jogo, sem Vietto e Acuña por lesão, Rúben Amorim promoveu três alterações na equipa inicial: o treinador do Sporting deu a titularidade ao jovem Gonzalo Plata e chamou o menino de Nuno Mendes para a estreia na I Liga. De regresso à equipa estava também o veterano francês Jeremy Mathieu.

E o encontro começou como acabou o último. Livre frontal no meio campo do Tondela. Tal como aconteceu no último jogo, Jovane Cabral bateu e apontou um golaço, aos 13 minutos.

O jogador de 22 anos marcou o seu terceiro golo no campeonato.

O Tondela respondeu e chegou perto da baliza de Maximiano, mas em lances com pouco perigo para a baliza leonina.

Aos 28 minutos, o menino Nuno Mendes isolou-se pela esquerda e já dentro da grande área viu a bola ser cortada com a mão de um defesa do Tondela. Na conversão, o avançado Sporar não falhou da marca dos onze metros, deixando deitado o guardião Cláudio Ramos.

Aos 34 minutos, o Tondela criou o primeiro lance de perigo no jogo. Na sequência de um cruzamento do lado direito do ataque dos beirões, Mathieu tentou cortou a bola diretamente para o poste da baliza de Maximiano.

Logo a seguir, o ritmo de jogo baixou e o Sporting tentou gerir a vantagem até ao apito final da primeira parte.

O segundo tempo começou com um Tondela mais ativo no jogo, instalando-se no meio campo da equipa de Rúben Amorim. O Sporting estava mais passivo, sem pressionar os adversários, algo que não agradou ao técnico dos leões.

A equipa leonina ouviu o sermão e respondeu. Com bola conseguiu criar perigo, num lance em que Sporar libertou-se da marcação e, num remate cruzado, a bola saiu próxima do poste da baliza forasteira.

Mas o Tondela foi acreditando que era possível reduzir a vantagem e voltou a chegar-se à baliza do Sporting. O jogo entrava num ritmo lento, com várias faltas.

Os treinadores não gostavam do que viam e ambos lançaram vários jogadores em campo. Com as várias substituições, jogo perdeu ainda mais ritmo.

Com dois golos na primeira meia hora, o Sporting isola-se provisoriamente no terceiro lugar, com mais três pontos que o Sporting de Braga, que joga esta sexta-feira em Famalicão.

Onze do Sporting: Luís Maximiano; Rafael Camacho, Eduardo Quaresma, Coates, Mathieu e Nuno Mendes; Wendel e Matheus Nunes; Plata, Sporar e Jovane.

Suplentes do Sporting: Renan, Ristosvki, Neto, Battaglia, Francisco Geraldes, Borja, Pedro Mendes, Joelson e Doumbia.

Onze do Tondela: Cláudio Ramos; Petkovic, Philipe Sampaio, Yohan Tavares e Filipe Ferreira; Murillo, Jaquité, Pepelu e Ricardo Valente; Ronan e Richard Rodrigues.

Suplentes do Tondela: Niasse, Pedro Augusto, Xavier, Pité, Tiago, Strkalj, Ruben Fonseca, Ricardo Alves e Jonathan Toro.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de