Liga

Leixões derrota Sporting e mantém liderança

Um golo solitário de Roberto Sousa permitiu ao Leixões derrotar o Sporting, em Alvalade, com a formação de Matosinhos a manter assim a liderança da Liga. O único golo da partida surgiu aos 65 minutos.

O Leixões manteve a liderança da Liga ao bater o Sporting, em Alvalade, graças a um golo solitário de Roberto Sousa, aos 65 minutos, numa partida confirmou a formação de Matosinhos como a grande sensação do campeonato.

Numa Liga em que já ganhou ao Sporting e ao FC Porto e já empatou com o Benfica, o Leixões começou a partida encostado ao seu meio-campo, numa altura em que a formação apareceu com mais perigo.

Na sequência lógica deste domínio, o Sporting esteve perto de marcar aos 18 minutos através de Romagnoli, que obrigou o guarda-redes Beto a grande defesa, num período em que o Sporting exercia grande domínio.

Com o passar do tempo este domínio foi-se desvanecendo, o que permitiu ao conjunto orientado por José Mota (regressado ao banco após castigo) começar a causar algum perigo, em particular, quando Braga rematou para defesa de Rui patrício, aos 26 minutos.

Depois deste lance, o Sporting ainda dispôs de duas grandes oportunidades para marcar: a primeira, aos 32 minutos, por Daniel Carriço, que se estreou a titular, e sete minutos volvidos, através de Hélder Postiga que, isolado perante Beto, não conseguiu fazer golo.

Quatro minutos antes desta perdida de Hélder Postiga, o Sporting sofria a sua primeira contrariedade, quando Rochemback foi obrigado a sair por lesão. A dois minutos do intervalo, Pedro Silva, que tinha entrado para o lugar do médio brasileiro, também foi substituído devido a lesão.

Após o descanso, o Sporting voltou a surgir melhor, contudo foi o Leixões que teve a melhor ocasião de golo deste período quando Hugo Morais aproveitou uma falha de Miguel Veloso para alvejar a baliza leonina, com Rui Patrício a responder com uma boa defesa.

Pouco depois, o Leixões conseguiu mesmo marcar, num lance em que o Izmailov se deixou bater por Roberto Sousa que, com um remate de muito longe, acabou por marcar aquele que seria o único tento da partida.

Um minuto depois, os forasteiros poderiam mesmo ter chegado ao 0-2, mas Wesley, que venceu a oposição de Abel, não conseguiu desviar a bola de cabeça com sucesso para as redes à guarda de Rui Patrício.

O Sporting ainda respondeu, aos 86 minutos, com um remate de Hélder Postiga que Beto conseguiu parar, lance a que os matosinheiros responderam com um remate de José Manuel ao poste da baliza de Rui Patrício, quando já se jogavam os descontos.

Sob a arbitragem de Pedro Proença, de Lisboa, no Estádio de Alvalade, com a assistência de 36520 espectadores, as equipas alinharam da seguinte forma:

Sporting: Rui Patrício, Abel, Daniel Carriço (Yannick Djaló, 71), Anderson Polga, Miguel Veloso, Rochemback (Pedro Silva, 35, Grimi, 43), Romagnoli, João Moutinho, Izmailov, Hélder Postiga e Liedson.

Suplentes: Ricardo Batista, Pedro Silva, Adrien, Derlei, Grimi, Yannick Djaló e Bruno Pereirinha.

Leixões: Beto, Vasco Fernandes, Joel, Elvis, Laranjeiro, Bruno China, Roberto Sousa, Hugo Morais, Diogo Valente (José Manuel, 73), Wesley (Nwoko, 82) e Braga (Sandro, 89).

Suplentes: Berger, Ruben, Sandro, Diogo Luís, José Manuel, Nwoko e Marques.