Bruno Fernandes sabe que quer a Taça. Sobre o futuro, não sabe "mais nada"

Capitão do Sporting garante que só sai do clube quando as suas ambições "forem maiores que as do clube."

Bruno Fernandes disse hoje que neste momento só pensa em vencer a Taça de Portugal de futebol pelo Sporting, na final diante do FC Porto, no sábado, mas não esclareceu se vai ser o seu último jogo.

"Não faço ideia se será o meu último jogo. Tenho contrato com o Sporting, neste momento estou focado nas ambições do clube, que são as minhas também. Não sei de mais nada, estou a ser o mais sincero possível", referiu o médio, em conferência de imprensa.

Perante a insistência da comunicação social, o goleador dos 'leões' - apontou 32 golos, em 52 jogos - acabou por abordar de forma mais pormenorizada uma eventual saída no fim da temporada, frisando que, a acontecer, tem de ser boa para o Sporting.

"Só saio do Sporting quando as minhas ambições forem maiores que as do clube. Neste momento, as ambições são as mesmas, que é ganhar a Taça de Portugal. Se chegar uma proposta boa, temos de analisar e discutir o que é melhor para mim e para o clube", adiantou.

Depois da final perdida (2-1) na época passada, frente ao Desportivo das Aves, Bruno Fernandes vincou a intenção de terminar a época com mais um título, depois da conquista da Taça da Liga, em janeiro.

"O peso que tenho em cima das costas é carregar ao peito o símbolo que carrego. Temos uma grande responsabilidade em representar este clube e estar nesta final. Independentemente de ter feito uma grande época, o que quero é acabar a época da melhor forma coletivamente e não individualmente", declarou.

Sobre os 'dragões', Bruno Fernandes deixou elogios ao companheiro de seleção Danilo e também indicou o argelino Brahimi como o jogador mais desequilibrador em Portugal.

"Se pudesse, tiraria o Brahimi. É o jogador mais desequilibrador do campeonato, tem rasgos de génio, consegue tirar dois ou três jogadores do caminho e criar perigo, é o jogador que nos pode causar mais problemas. Também o Danilo, que é um jogador muito forte fisicamente e muito difícil de ultrapassar", descreveu.

Apesar de ter apontado golos em todos os jogos da prova 'rainha' esta temporada, o médio confessou que "é sempre gratificante dar uma final à equipa", sublinhando, contudo, que "o mérito também é da equipa".

Sporting e FC Porto discutem no sábado, a partir das 17:15, no Estádio Nacional, em Oeiras, a final da Taça de Portugal, no último jogo oficial das provas profissionais em 2018/19.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados