Ten Hag confiante na vitória frente ao Benfica para avançar na Champions

Treinador do Ajax assinalou que as águias estão mais desgastadas do que o normal por terem jogado a última partida, frente ao Vizela, reduzidos a dez jogadores durante mais de 80 minutos.

O treinador do Ajax manifestou-se esta segunda-feira confiante na conquista de uma vitória sobre o Benfica, na segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, a primeira de "duas finais seguidas" para o clube neerlandês.

Erik ten Hag só pensa no triunfo no jogo de terça-feira, em Amesterdão, depois do empate 2-2 registado na primeira mão, em Lisboa, mas lembrou a situação "bastante equilibrada" no campeonato dos Países Baixos e o confronto cinco dias mais tarde com o rival Feyenoord.

"Vamos ter duas finais seguidas. Estou confiante na conquista de um bom resultado e na qualificação para os quartos de final. [No Estádio da Luz] houve coisas que fizemos bem e coisas que podemos fazer melhor", disse o treinador do bicampeão neerlandês, em conferência de imprensa.

Erik ten Hag considerou que as duas equipas partem do zero no jogo de terça-feira, na Johan Cruyff Arena, mas lembrou que o Ajax "apresenta um bom registo em casa e vai contar com forte apoio dos seus adeptos", apesar de já considerar um sucesso a presença nos oitavos de final da Champions.

"Está já é uma boa participação, mas somos uma equipa com bastante potencial e queremos chegar o mais longe possível. Para isso, é preciso eliminar amanhã [terça-feira] o Benfica", advertiu o treinador neerlandês, de 52 anos.

Erik ten Hag observou que a sua equipa "está bem fisicamente" e notou que o Benfica "pode não ter recuperado na totalidade", depois de ter disputado quase todo o último jogo (1-1 na receção ao Vizela) em inferioridade numérica, devido à expulsão de Taarabt aos sete minutos, "obrigando os outros jogadores a desgastarem-se mais".

O técnico também tem a preocupações a esse nível, uma vez que o Ajax, líder da Liga neerlandesa, recebe no domingo o Feyenoord, terceiro classificado, a oito pontos de distância, o que poderá ser aproveitado pelo PSV Eindhoven, segundo colocado, com menos dois pontos: "A competição nacional está bastante equilibrada", resumiu.

O avançado internacional costa-marfinense Sébastien Haller elogiou o "estilo ofensivo" do Benfica, uma equipa que "gosta de jogar bom futebol", comparável ao Ajax e que ganha maior dimensão "numa competição tão especial como a Liga dos Campeões".

Haller é o segundo melhor marcador da prova, com 11 golos, menos um do que o polaco Robert Lewandowski, autor de um hat trick na goleada do Bayern Munique sobre o Salzburgo (7-1), na semana passada, mas para o avançado "o mais importante é a qualificação do Ajax".

O Benfica, campeão europeu em 1961 e 1962, defronta na terça-feira o Ajax, que venceu a principal prova continental de clubes em 1971, 1972, 1973 e 1995, na segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de 2021/22, em jogo com início às 20h00 (hora de Lisboa) e arbitragem do espanhol Carlos del Cerro Grande. Pode ouvir o relato na antena da TSF e acompanhar o jogo ao minuto aqui, em tsf.pt.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de